search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O caminho até 2022: sertões ou Faria Lima?
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


O caminho até 2022: sertões ou Faria Lima?

Paulo Guedes antecipou e colocou na ordem do dia uma angústia que Jair Bolsonaro planejava enfrentar somente adiante: o caminho mais seguro rumo à reeleição ainda passa prioritariamente pela Avenida Faria Lima (SP) ou mudou de rota e seguirá pelo sertão do Nordeste?

Apesar do apoio público demonstrado pelo presidente ontem às demandas do ministro da Economia, nos bastidores a aposta é de que Bolsonaro não está disposto a largar o volante do jipe no “Rally dos Sertões”. Por isso, a forte sensação de que ele terá de ir além da retórica.

Desenhando. “O eleitor que queria uma política mais liberal já está, em grande parte, decepcionado com Bolsonaro e, por isso, ele já não tem mais diálogo com esse público. Então, tem focado no eleitor de baixa renda”, analisa o sócio da consultoria Instituto Travessia, Bruno Soller.

Dinheirinho. Guedes prometeu aos ministros Rogério Marinho e Tarcísio Freitas a liberação de R$ 5 bilhões para obras neste ano. Foi uma solução para não entrar novamente em conflito com a ala desenvolvimentista do governo e para não correr o risco de furar o teto de gastos públicos.

Divisória. Guedes também riscou o chão ao deixar claro que ultrapassar a linha da responsabilidade com gastos pode terminar em impeachment.

Escolha de... Um experiente político diz que, se a eleição presidencial fosse ainda este ano, Bolsonaro estaria reeleito com a escolha do sertão como via.

...Jair. O problema é que faltam mais de dois anos, e uma gastança agora pode explodir a economia a tal ponto que comprometa sua reeleição em 2022.

Help I. A carta na manga da defesa de Deltan Dallagnol, caso Celso de Mello não suspenda os processos contra ele no CNMP, será questionar a composição do Conselho Nacional do Ministério Público.

Help II. Desde o ano passado, o CNMP funciona com 11 das 14 vagas preenchidas. As abertas são de indicações do MP. Lavajatistas argumentam desequilíbrio na composição. As nomeações estão paradas, aguardando o Senado.

Bora? Até Dias Toffoli, mesmo do hospital, falou com o grupo de CEOs para tratar do meio ambiente. Falta só Augusto Aras e Davi Alcolumbre abrirem um espaço nas agendas.

Ainda pulsa. O governo paulista decidiu o futuro da Fundação Florestal. Após reuniões entre o vice Rodrigo Garcia e os secretários Marcos Penido e Mauro Ricardo, ficou definido que ela não será extinta na proposta de reforma administrativa a ser encaminhada à Assembleia Legislativa.

Equilíbrio. Em meio ao corte de gastos, a proposta da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente é criar um único instituto para alocar pesquisadores dos Institutos Florestal, de Botânica e Geológico. A medida visa a manutenção de pesquisas e redução dos encargos administrativos.

Ladies first. O MDB aumentará investimentos em candidaturas femininas. Elas terão 37% dos recursos, bem mais que os 30% exigidos pela lei. O partido inovou e também dará uma força à renovação. Separou 1% para os candidatos com menos de 35 anos.

CLICK. Guilherme Braga de Oliveira Alves, pesquisador da Casa Fluminense, participou de debate sobre desigualdade socioespacial no Summit Mobilidade, do “Estadão”.

Pronto, falei!

"Entre o PT e o Brasil, o PT sempre ficou consigo mesmo, é o vetor da divisão na esquerda. Não estaremos com ele em lugar nenhum nestas eleições”

Carlos Siqueira, presidente nacional do PSB

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Sinal amarelo nas eleições municipais

Analistas políticos, dirigentes partidários, autoridades da Justiça e candidatos começaram a ficar preocupados com a campanha eleitoral deste ano no País. Os três principais fatores: a pressão …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Parecer indica brecha para eleição das Casas

Até adversários de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre viram na manifestação da AGU sobre a ação questionando a reeleição para o comando da Câmara e do Senado um atalho para a dupla do DEM se manter no …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Setor de eventos ainda esquecido por governos

Apesar de representar 5% do PIB nacional e empregar mais de 12 milhões de profissionais diretos e indiretos, o mercado de eventos está abandonado pelo poder público. Paralisado desde março e sem …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Renovação ainda em alta, indica pesquisa

A dois meses do primeiro turno das eleições, partidos tentam se balizar em um cenário de incertezas. Pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, em parceria com a escola de formação do …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Celso Russomanno e a agenda de Bolsonaro

Jair Bolsonaro apresentou uma agenda básica a Celso Russomanno para a eleição na capital paulista. O presidente gostaria de ver o deputado do Republicanos, se ele mantiver a decisão da candidatura …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Pauta verde ainda fora das eleições municipais

No momento em que o debate ambiental e sustentável cresce no mundo e pressiona o Brasil, a pauta verde, por enquanto e infelizmente, está fora das prioridades da maior parte dos candidatos nas …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Fux mantém controle sob juiz das garantias

Antes de tomar posse na presidência do Supremo, Luiz Fux determinou a inclusão em pauta das ações diretas de inconstitucionalidade (Adins) referentes ao juiz das garantias, bandeira da advocacia, …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Os alicerces para a candidatura de Doria

A escolha do vereador emedebista Ricardo Nunes para ser o vice de Bruno Covas na eleição deste ano em São Paulo finca alicerces para a construção da aliança entre PSDB, MDB e DEM em torno da …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Luiz Fux: Lava a Jato e “sentimento” do povo

Para além das frases salutares, porém, muitas vezes óbvias e obrigatórias (a defesa da democracia e da independência entre os Poderes), o discurso de Luiz Fux ao tomar posse na presidência do Supremo …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Lava a Jato de Bretas nas portas do Judiciário

A ofensiva jurídica, comandada por Marcelo Bretas, contra advogados e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) estacionou o comboio da Lava a Jato nas portas do Judiciário, faltando pouco para ela se …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados