search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

O aprendizado no sexo
Regina Navarro Lins
Regina Navarro Lins

Regina Navarro Lins


O aprendizado no sexo

Desde que trabalhos de grande repercussão como os de Alfred Kinsey e Masters & Johnson foram publicados, na metade do século XX, o sexo passou a ser discutido cada vez mais abertamente.

O sexo só é natural para a procriação

O sexo é natural para a procriação, mas para o prazer é necessário aprendizado. Sua amplitude é grande; pode ser praticado desde exclusivamente para a reprodução, como no caso dos puritanos, até atingir altos níveis de intensidade do prazer.

A importância do ato sexual na vida humana gerou, em muitas civilizações, conjuntos de técnicas reunidas em manuais e experiências transmitidas, muitas vezes sob sigilo, de gerações antigas às contemporâneas.

Ensinamentos

O Oriente, por sua cultura naturalmente mais aberta ao prazer erótico, reuniu clássicos ensinamentos da habilidade amorosa. Alguns, como o Kama Sutra, se tornaram muito populares no Ocidente, embora por vezes mal compreendido em sua linguagem simbólica.

Nos anos 1960, a Revolução Sexual e o movimento da contracultura estabeleceram pontes entre esses ensinamentos e o homem comum das grandes cidades. O tantrismo indiano, técnicas japonesas, chinesas e árabes foram traduzidas e adaptadas para o entendimento do público interessado.

O corpo do homem é semelhante em todos os hemisférios e as técnicas sexuais usam como base os elementos comuns da experiência universal.

O Kama Sutra

A origem do maior clássico do erotismo indiano está em manuscritos datados do século IV a.C. e compilados pelo sábio hindu Vatsyayana, 800 anos depois, no século IV. Ele foi traduzido para o inglês em 1883, pelo linguista inglês Richard Burton.

Desde então se multiplicam as versões para todas as línguas modernas. As hoje famosas posições ensinadas ali nos parecem triviais num mundo cada dia mais carregado de mensagens eróticas. Devemos considerar que muitas delas só nos chegaram pela via do Kama Sutra.

Intimidade dos corpos

O primeiro ensinamento do guia indiano é a intimidade entre corpos, a invasão de um pelo outro. O beijo, carícia inicial básica do sexo, é descrito como a luta das línguas, isto é, ele estabelece a intensidade dos passos seguintes do ato sexual. Muitos conselhos do Kama Sutra são confundidos com sadomasoquismo.

Arranhar, morder, marcar são expressões utilizadas no manual. É preciso entender que tais ações obedecem ao princípio do carinho e em momento algum devem causar dor ou mal-estar.

Outras lições do Oriente

Menos conhecido no Ocidente do que o Kama Sutra é o Livro das Almofadas. Escrito em 2500 a.C., ele foi encomenda do Imperador chinês Huang-Ti. Sob a forma de diálogo, o primeiro manual da sexualidade que se tem notícia tinha por objetivo auxiliar na satisfação dos casais.

Sendo uma criação oriental, o Livro das Almofadas enfatizava as características vitais do Yin e Yang. A essência desse manual são os ensinamentos do taoísmo, um movimento filosófico e religioso. De forma simplificada, pode-se dizer que ele ensina sobre as energias atuantes na vida, sempre como ação e reação.

A liberalidade taoísta

O Livro das Almofadas aceita a maioria das atividades sexuais como normal. Mesmo a homossexualidade e a bissexualidade, embora sejam consideradas desperdícios, por atuarem em polos energéticos semelhantes, não são reprimidas.

O taoísmo considera o sexo um ritual sagrado, mas incentiva a alegria durante a batalha na cama. Segundo a filosofia taoísta, há uma luta, um confronto entre forças, vantajoso para os parceiros. A excitação de ambos é fundamental; para os chineses não se deve praticar o sexo se não estivermos em pleno auge do ânimo. Eles consideram a falta de excitação como a principal causa da impotência.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Regina Navarro Lins

O amor em cada época se apresenta de uma forma

É comum se pensar no amor como se ele nunca mudasse. Mas a forma que amamos é construída socialmente, e em cada época e lugar se apresenta de um jeito. Crenças, valores e expectativas determinam a …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

Briga de casal

Devido ao descompasso entre o que se esperava da vida a dois e a realidade, as frustrações vão se acumulando e, de forma inconsciente, gerando ódio. Mas até chegar a esse ponto, o casal se esforça …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

Medo de amar

Os romanos desenvolveram a ideia de prudência, de lutar contra o amor, visando evitar o sofrimento do amor. Para o poeta-filósofo Lucrecio, o amor sexual apaixonado devia ser cuidadosamente evitado: …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

Conhece alguém que nunca viveu uma grande paixão?

Você conhece alguém que nunca se apaixonou? É raro. Nós todos aprendemos, desde cedo, a desejar viver uma paixão. Mas é um sentimento tão forte e invasivo, que pode levar a pessoa a ignorar suas …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

Obcecados pelo amor

Nunca houve na História um período em que tanta gente considerasse o amor tão importante, nem pensasse tanto em amor, nem usasse tantas palavras para expressá-lo, como no século XX. As pessoas estão …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

Os segredos do sexo

Um manual escrito em 1720, com “os segredos do sexo”, banido na época, foi a leilão no Reino Unido. O autor, desconhecido, usava o pseudônimo de Aristóteles e oferecia várias recomendações aos …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

O homem duro, viril a toda prova, felizmente, está saindo de cena

No tempo em que meninos, jovens e adultos ouviam com frequência “Seja homem!”, “Prove que você é homem!”, “Vem cá se você é homem!”, ou seja, sempre desafiados a provar sua masculinidade, surgiu o …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

É possível ficar bem após o fim de um relacionamento

A separação inicia seu processo lentamente, na maior parte das vezes de forma inconsciente. A relação vai se desgastando e a vida cotidiana do casal deixa de proporcionar prazer. Aos poucos, o …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

Esposas submissas

“Uma boa esposa não rouba do marido certos prazeres, mesmo que estes a contrariem. Mesmo arriscando-se, por exemplo, a não adormecer, deixa um abajur aceso para que ele possa ler as notícias dos …


Exclusivo
Regina Navarro Lins

Contos de fadas

O mais grave nos contos de fadas, como o de Cinderela, é a ideia de que as mulheres só podem ser salvas da miséria, ou melhorar de vida, por meio da relação com um homem. As meninas vão aprendendo, …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados