search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Número de mortes cai e deixa médicos otimistas

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Número de mortes cai e deixa médicos otimistas


Enrico Stucchi, diretor técnico do Hospital Evangélico de Vila Velha, diz que cada melhora representa uma esperança (Foto: Divulgação)
Enrico Stucchi, diretor técnico do Hospital Evangélico de Vila Velha, diz que cada melhora representa uma esperança (Foto: Divulgação)

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) já contabiliza 1.967 mortes no Estado. Apesar de tantas vidas perdidas, uma notícia traz otimismo a médicos: o número de óbitos está caindo, o que acende a possibilidade de frear o avanço da doença.

Um levantamento, divulgado na última quinta-feira (9), revela que o Espírito Santo é um dos cinco estados com tendência de queda no número de mortes. A comparação foi feita durante sete dias.

O infectologista Lauro Ferreira Pinto diz que a tendência de queda foi notada antes, há cerca de duas, três semanas, mas observou que ainda não é momento de relaxar.

Assim como outros médicos, ele destaca que o sucesso no controle da pandemia está associado à atitude de não relaxar nos cuidados, pois o vírus continua circulando.

Cirurgião geral e médico intensivista, o diretor técnico do Hospital Evangélico de Vila Velha, Enrico Stucchi, disse que cada melhora representa uma esperança.

“A gente torce para que essa doença se estabilize o mais rápido possível, que essa redução da mortalidade dos últimos dias seja um sinal de estabilização, mas ainda é muito precoce poder afirmar isso”.

Ele acredita que o Estado está no platô (estabilização da doença). “Esse platô vai começar a descer, mas ainda não consigo dizer quando, porque é muito imprevisível”.

Já o infectologista Tálib Moysés Moussallem defende a abertura do comércio por completo e que as escolas voltem a funcionar com os devidos cuidados.

“De acordo com próprio site do governo do Estado e como o esperado em outras partes do mundo, segundo histórico de epidemias virais que têm duração geralmente de 16 semanas, e a própria observação desta pandemia por onde passou – Ásia e Europa –, o pico no Espírito Santo já passou”, analisa.

“Ocorre que, diante de inquéritos sorológicos, tem se detectado mais casos passados que falseiam o momento atual. O número de óbitos pode refletir tanto na redução da incidência, como uma melhor abordagem dos pacientes com tratamento precoce e de complicações com a experiência que se adquire”, opina.


Saiba mais


Queda

  • O Espírito Santo está entre os cinco estados que apresentaram tendência de queda de mortes pela Covid-19. No Estado, a queda foi de 16% no número de novas mortes.

Outros estados

  • Além do Espírito Santo, apresentaram queda os estados do Rio de Janeiro (-21%), Acre (-35%), Amapá (-25%) e Pará (-45%).

Levantamento

  • O levantamento, feito por um consórcio de veículos de imprensa, foi divulgado na última quinta-feira.
  • Essa comparação levou em consideração a média de mortes nos últimos sete dias até a publicação do balanço em relação à média registrada há 15 dias.
  • De acordo com o consórcio, os números mostram que a progressão das mortes no Brasil atingiu um platô, ou seja, uma estabilidade, com uma variação de 3% na média de novas mortes nos últimos sete dias (até quinta-feira).

Mortes no Estado

  • Até o momento, o painel do governo do Estado registra 1.967 mortes pela Covid-19. Nas últimas 24 horas, foram 38. De quarta para quinta, 17.

Fonte: Pesquisa AT e Painel Covid-19.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados