search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Novo Tracker a partir de R$ 82 mil
Sobre Rodas

Novo Tracker a partir de R$ 82 mil

Um dos pontos fortes do novo Tracker é o consumo, segundo o Inmetro. O 1.0 manual faz 13 km/l e 14,8 km/l (urbano/rodoviário) com gasolina e 9 km/l e 10,4 km/l (urbano/rodoviário) com álcool (Foto: Divulgação)
Um dos pontos fortes do novo Tracker é o consumo, segundo o Inmetro. O 1.0 manual faz 13 km/l e 14,8 km/l (urbano/rodoviário) com gasolina e 9 km/l e 10,4 km/l (urbano/rodoviário) com álcool (Foto: Divulgação)

O mistério, enfim, acabou. A General Motors lança no País o novo Tracker, que chega em sua terceira geração com visual renovado, nova motorização e preços bastante agressivos. Custando a partir de R$ 82 mil, o modelo pretende brigar pelas primeiras posições do mercado com Volkswagen T-Cross e Jeep Renegade, atuais líderes do segmento.

Sob o capô, são duas opções de motores: 1.0 e 1.2, ambos flex de três cilindros. O primeiro é o mesmo que estreou no Onix, um 1.0 turbo de 116 cv e 16,8 kgfm. O câmbio pode ser manual ou automático, sempre com
seis marchas.

O 1.2 turbo é inédito. Ele entrega até 133 cv e 21,4 kgfm e será combinado sempre ao câmbio automático de seis marchas.

Todas as versões têm seis airbags, controle de tração e estabilidade, rodas de liga leve, assistente de partida em rampa, ar-condicionado, computador de bordo, limitador de velocidade, direção elétrica e sensores de estacionamento traseiros.

Também são de série central multimídia com tela de 8”, Android Auto e Apple CarPlay, e WiFi nativo, entre outros recursos. A versão LT com motor 1.0 adiciona acabamento preto nas colunas, grade frontal cromada, maçanetas externas na cor do veículo, rack de teto prata, câmera de ré, chave presencial, piloto automático, retrovisores elétricos, sistema stop/start e câmbio automático.

A configuração 1.2 turbo tem o mesmo pacote da versão de entrada, a 1.0 turbo, adicionando apenas o motor 1.2, a transmissão automática e o stop/start. Na 1.2 turbo LTZ, o pacote inclui alerta de ponto cego, rodas de 17 ”, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva e bancos com revestimento híbrido.

A topo de linha, 1.2 turbo Premier, acrescenta ainda alerta de colisão frontal com medidor de distância do veículo à frente, frenagem automática de emergência, faróis full LED, teto solar panorâmico e sistema de monitoramento da pressão dos pneus.

Há também carregador sem fio para smartphones, ar-condicionado digital, sistema de estacionamento automático, além de sensores de estacionamento dianteiros, traseiros e laterais.

Capacidade do porta-malas aumentou para 393 litros. Antes, tinha 306 (Foto: Assessoria General Motors)
Capacidade do porta-malas aumentou para 393 litros. Antes, tinha 306 (Foto: Assessoria General Motors)

SUV maior e mais moderna

O SUV da Chevrolet está muito diferente: o visual foi totalmente reformulado, a plataforma modular é nova (a mesma do Onix e Onix Plus) e o modelo cresceu. Visualmente, a versão mais cara se diferencia por cromados nas janelas e nas maçanetas (externas e internas), detalhes em prata nos para-choques e rodas de 17 polegadas com acabamento diamantado.

O tom de azul das imagens só está disponível nesta versão. Apesar de agora ser feito a partir do Onix (o modelo antigo era baseado no Cruze), o Tracker cresceu. Ele passa a ter 4,27 m de comprimento, 2,04 m de largura, 1,63 m de altura e 2,57 m de entre-eixos. Ou seja, está 10 cm maior no comprimento, 1 cm mais largo e 1,5 cm maior no entre-eixos.

O porta-malas subiu para 393 litros (antes, tinha 306). Ele só diminuiu na altura, ficando 5 cm mais baixo. O modelo agora passa a ser produzido em São Caetano do Sul (SP) em vez de vir importado do México. A General Motors vai oferecer ainda a versão exclusiva para o público PCD que parte de R$ 70 mil com motor 1.0 turbo e transmissão automática.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados