search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Novo Mapa de Risco: Cai para 24 o número de cidades em risco alto; Grande Vitória continua

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Novo Mapa de Risco: Cai para 24 o número de cidades em risco alto; Grande Vitória continua


Novo mapa de risco  (Foto: Divulgação Governo do Estado)Novo mapa de risco (Foto: Divulgação Governo do Estado)

O número de cidades em risco alto para contaminação pelo novo coronavírus caiu de 56 para 24 no Espírito Santo. A nova classificação foi apresentada pelo governador Renato Casagrande, em pronunciamento pelas redes sociais, na tarde desta sexta-feira (7). 

O novo mapa passa a valer a partir de segunda-feira (10) e todas as cidades da Grande Vitória seguem classificadas como risco alto de transmissão do vírus, indicado pela cor vermelha. 

A quantidade de cidades no risco moderado (cor amarela) aumentou de 22 para 42. Entre esses municípios estão Aracruz, Linhares, São Mateus, e Colatina. 

Depois de mais de um mês, o Espírito Santo volta a ter cidades no risco baixo de contaminação. A partir de segunda, serão 12 municípios nesse grupo indicado pela cor verde no mapa. 

"Temos um mapa que já amarelou bastante, com pontos esverdeados. Temos 12 municípios em risco baixo. Há muito tempo não tínhamos municípios classificados como risco baixo", lembrou Casagrande. 

Comparação do mapa de risco  (Foto: Divulgação Governo do Estado )Comparação do mapa de risco (Foto: Divulgação Governo do Estado )

Pela segunda semana seguida, não há cidades no risco extremo. 

A redução de cidades no risco alto aconteceu, segundo o governador, pela queda na taxa de ocupação de leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que fechou o dia na casa de 78%. 

"Caímos de 80% (a taxa de ocupaçao), já demos um passo adiante. Se continuar caindo, vamos continuar dando mais passos adiante", disse o governador, pregando cautela quanto a desaceleração da pandemia no Estado. 

Confira a classificação de risco das cidades

RISCO BAIXO: Águia Branca, Baixo Guandu, Governador Lindenberg, Ibatiba, Iconha, Itaguaçu, Itarana, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Muqui, São Roque do Canaã e Vila Pavão.

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Barra de São Francisco, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Fundão, Ibiraçu, Ibitirama, Itapemirim, Iúna, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Nova Venécia, Pancas, Piúma, Ponto Belo, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São Mateus, Sooretama, Vargem Alta e Venda Nova do Imigrante.

RISCO ALTO: Alegre, Anchieta, Boa Esperança, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Conceição do Castelo, Ecoporanga, Guaçuí, Guarapari, Irupi, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Muniz Freire, Pedro Canário, Pinheiros, Presidente Kennedy, Rio Bananal, São José do Calçado, Serra, Viana, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.