search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Nos restaurantes, sonho de consumo é cardápio sem restrições
Fonte Grande
Luiz Trevisan

Luiz Trevisan


Nos restaurantes, sonho de consumo é cardápio sem restrições

Enquanto a pandemia Covid-19 segue em alta, e restringe funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes em várias regiões do País, o segmento capixaba pede mais flexibilização, em nome da sobrevivência econômica.

O presidente do Sindbares, Rodrigo Vervolet, aponta que, ao longo dos últimos meses, cerca de 40% do setor regional fecharam as portas. “Foram 30 mil empregos que deixaram de existir”, frisa. Sua justificativa para mais liberdade de funcionamento é que as taxas de contágio no Espírito Santo, comparativamente, “estão sob controle”.

E que, ao contrário das pesquisas iniciais, os bares e restaurantes que seguem protocolos sanitários “não são fontes de contágio”.

Pesquisa atípica
O presidente do Sindbares avalia que as pesquisas sugerindo evitar refeições fora de casa, por causa do risco de contágio, “foram feitas no exterior, onde os estabelecimentos são fechados, por causa do frio, diferentes da nossa estrutura”. Considera ainda o fenômeno da transferência: “Quando você restringe um estabelecimento num local, o consumidor migra para o mercado informal, este sim sem padrão e controle sanitário”.

Essa Pfizer toda...
No meio da guerra que politizou as vacinas, a da Pfizer virou a queridinha de muitos, inclusive das clínicas particulares. O infectologista capixaba Lauro Ferreira Pinto avalia que mais adiante as doses, superando barreiras atuais, vão chegar. “Economicamente, o Brasil é um mercado interessante, e a Pfizer projetou fabricar dois bilhões de doses neste ano”, diz.

Trilhas da Cultura
Dia 9 de março, o governo estadual lança o programa “Trilhas da Cultura”, que prevê oficinas para capacitação de pessoal. Serão oferecidas bolsas entre R$ 300,00 e R$ 900,00, e o objetivo é qualificar técnicos de artes em diferentes municípios.

Não faltam apitos
Empresários e lideranças têm encontro no próximo dia 5, em Barra de São Francisco, numa tentativa de colocar nos trilhos ferrovia ligando São Mateus a Sete Lagoas (MG). Faz parte do projeto do Porto Petrocity, que tem aval do governo federal, mas prevê recursos da iniciativa privada na construção do ramal que, inicialmente, irá até Governador Valadares.

 (Foto: Julio Huber/2018) (Foto: Julio Huber/2018)

NA TERRA DA POLENTA GIGANTE Cancelada no ano passado, por causa da pandemia, a famosa Festa da Polenta de Venda Nova do Imigrante está programada para dois finais de semana, em outubro próximo. O presidente da Associação Festa da Polenta, Paulo Mazzoco, acredita que até lá haverá vacina para todos, e que a pandemia estará controlada. Tomara! A confiança é tanta que, no próximo dia 13 de março, será feito o tradicional plantio do milho.

Jogo duro
Entreouvido entre representantes da comunidade italiana no Estado. “Temos agência para documentos, passaporte e vários intercâmbios. O difícil é receber algum dinheiro da... Itália”.

Em se plantando...
Os cachoeirenses Higner e Ronald Mansur coordenaram a nova edição do livro “Minha Terra e Meu Município”, de Antônio Marins, lançado em 1920. Valioso documento histórico, já disponível, aborda detalhes da colonização. Epígrafe do padre Antonio Pires, de 2 de agosto de 1551: “É o Espírito Santo a terra mais abastada e melhor de toda a costa”.

No mais...
Como diria o saudoso Tao Mendes, carnavalesco de Vitória chegado a adágios tipo “macacos me mordam” e “raios me partam”, todo cuidado é pouco. No Brasil atual, raios podem sim cair duas vezes no mesmo lugar. Apenas no Estado, o Inpe somou mais de 50 mil em quatro dias.


CURTA


TEATRO CARLOS GOMES Está em fase de conclusão o projeto de restauração do Teatro Carlos Gomes, Vitória. A previsão é de que as obras sejam concluídas até fins de 2022.

VENDA DE IMÓVEIS Houve aumento de 8,4%,de janeiro a setembro de 2020. Presidente do Creci-ES, Aurélio Dallapícola, prevê maior incremento agora devido a taxas de juros mais baixas.

EMBALAGENS “Continuamos com muitos problemas de abastecimento de insumos para embalagens”, informa o diretor do Sindipapel, Agostinho Rocha.

FILOSOFIA NA PANDEMIA “A vacina de vento é o alçapão no fundo do poço”. Do cronista Leo Aversa.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados