search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

"Não tenho vergonha nem medo", diz Bruna Linzmeyer no Dia do Orgulho LGBT

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Famosos

"Não tenho vergonha nem medo", diz Bruna Linzmeyer no Dia do Orgulho LGBT


Bruna Linzmeyer (Foto: Reprodução/ Instagram @brunalinzmeyer)
Bruna Linzmeyer (Foto: Reprodução/ Instagram @brunalinzmeyer)
Bruna Linzmeyer, 27, aproveitou o Dia do Orgulho LGBT, celebrado no domingo (28), para publicar uma mensagem em vídeo nas redes sociais, contando um pouco de sua experiência e alertando sobre os perigos da homofobia.

"Eu não tive dúvida, eu não tive sofrimento, eu não tive dor, eu não tive confusão. Amo uma mulher e não tenho vergonha nem medo", disse na mensagem.

Atualmente, Linzmeyer namora com a DJ Marta Supernova. Elas assumiram o relacionamento em abril e disseram, na época, que estavam passando o isolamento provocado pela Covid-19 juntas.

Apesar de deixar bem claro que não tem medo, Linzmeyer contou que já sofreu, sim, homofobia. Ela narrou uma ida a uma loja, ao lado de uma ex-namorada, em que se sentiu desconfortável porque pessoas ao redor as olhavam sempre que demostravam afeto.

"As pessoas começaram a sentir vergonha da gente. E a gente parou de se beijar, de se tocar. Parou de andar de mãos dadas. A gente deu uma travada", afirmou.

Mas ela deixou claro que esse tipo de atitude não a desmotiva: "Eu não vou parar de beijar a minha namorada ou de fazer o que qualquer casal hétero estaria fazendo só porque uma outra pessoa está envergonhada. Se você está com vergonha, talvez você que tenha que se tratar".

Ao longo dos mais de dez minutos de vídeo, Linzmeyer também relembrou quando começou a perceber que gostava de mulheres. Ela disse que, conforme ia se envolvendo física ou amorosamente, começava a pensar como seria passar mais tempo com aquela pessoa e como elas seriam juntas.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados