search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Na torcida
Painel da Folha de São Paulo

Na torcida

Celso Russomanno (Republicanos) tem um incentivador improvável na tentativa de atrair Jair Bolsonaro para sua campanha à prefeitura: Bruno Covas (PSDB).
Apoiadores do tucano têm dito que o endosso explícito à candidatura do apresentador de TV traria consigo a rejeição que o presidente carrega na capital, que consideram alta. Levantamento do Datafolha em agosto mostrou que 39% dos moradores do Sudeste consideram o governo Bolsonaro ruim ou péssimo.

De leve
Outros 24% o veem como regular e 36% acreditam ser bom ou ótimo. Para os tucanos, um cenário menos confortável seria o suporte velado do presidente, que facilitaria que Russomanno conquistasse votos fora do círculo bolsonarista.

Fermento
Os concorrentes de Covas não enxergam da mesma forma. Para Arthur do Val (Patriota), Russomanno vai ganhar mais expressão caso receba apoio significativo do presidente. Orlando Silva (PC do B) concorda: "dá projeção a ele e passa a ser um candidato forte para o 2º turno".

Disputa
Márcio França (PSB) diz acreditar que a chancela de Bolsonaro prejudicaria sobretudo Covas, que, em sua visão, perderia votos dos que em 2018 receberam o apelido de “BolsoDoria”, ou seja, de tucanos com inclinação à direita. “Pode tirá-lo do 2º turno”.

Comportado
O comportamento de Russomanno na convenção do Republicanos chamou a atenção dos concorrentes. A despeito do discurso sobre criação de escolas cívico-militares, ele deixou a impressão de que terá dificuldades em incorporar o estilo inflamado do bolsonarismo. Falou de maneira calma, ponderada, sem ataques.

Deixa eu ver
A Procuradoria-Geral da República segurou por cerca de 45 dias os inquéritos de fake news e antidemocráticos e os devolveu sem grandes novidades. A avaliação de quem viu o material é de que a PGR quer deixar os casos esfriarem. As investigações, que miram bolsonaristas, têm o ministro Alexandre de Moraes como relator.

Segue
Enquanto isso, a Polícia Federal decidiu chamar mais de 40 pessoas para ouvir no caso que apura atos antidemocráticos, entre elas dois filhos do presidente, Eduardo (PSL-SP) e Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Os depoimentos foram marcados sem necessidade de decisão judicial, mas com apoio de Moraes.

Sinais
Bolsonaro não mencionou uma única vez a palavra PEC em almoço ontem, com a presença da bancada evangélica, segundo relatos. Recomendou, sim, a derrubada do seu veto. A PEC é a saída desenhada pela equipe econômica para o impasse.

Salada mista
No almoço, Bolsonaro reuniu religiosos, um narrador de rodeios, ministros, entre eles o do Turismo, e Fábio Ramalho (MDB-MG), responsável pelo leitão a pururuca servido na refeição.

Não me meto
A manifestação da AGU (Advocacia-geral da União) sobre a ação que analisa a possibilidade de reeleição na Câmara e no Senado alimentou a expectativa do DEM na recondução de Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Um olhar
Integrantes da sigla dizem que Alcolumbre tem os votos necessários para se manter na presidência. Para a AGU, a decisão cabe ao Legislativo. A expectativa é que a PGR vá pelo mesmo caminho. Augusto Aras, porém, ainda não deu pistas sobre que rumo irá tomar.

E o outro
No MDB, maior bancada no Senado e cujos votos podem ser decisivos na empreitada de Alcolumbre, o parecer da AGU é lido como um espaço para negociação com o DEM que possa alçar Baleia Rossi (MDB-SP) à presidência da Câmara.

Sem essa
Alvo de críticas de Bolsonaro, o congelamento de benefícios, aposentadorias e salários pagos pelo governo (desindexação) não deve entrar na PEC do Pacto Federativo, elaborada pelo senador Marcio Bittar (MDB-AC).

Nem pensar
O parlamentar foi recebido na manhã de ontem no Palácio do Planalto e a informação é a de que Bolsonaro não quer nem ouvir falar no assunto. Conforme mostrou a Folha de São Paulo, o presidente já havia vetado o tema na sexta (12), antes da nova divergência com a equipe de Paulo Guedes.

Tiroteio
“Prender quem não oferece qualquer risco à sociedade é questionável. Fazer isso em plena pandemia é desumano!”
De Ticiano Figueiredo, presidente do Instituto de Garantias Penais, sobre Fux dizer que prisão por corrupção deve ser mantida na pandemia.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Esquentai vossos pandeiros

Diante da liderança de Joe Biden na corrida presidencial norte-americana, congressistas dizem esperar que o democrata tenha “grandeza com o Brasil”, em caso de vitória. Jair Bolsonaro é um dos …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Branquinho

O governador João Doria (PSDB-SP) desistiu da ideia de cortar 21% dos recursos do Vivaleite em 2021, revelada pelo Painel, e determinou que o investimento no programa de distribuição de leite para …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

“Allegro ma non troppo”

A queda brusca de Celso Russomanno (Republicanos) mostrada pelo Datafolha não foi celebrada pela campanha de Bruno Covas (PSDB). Ainda que o atual prefeito tenha assumido a ponta, a perda de …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Fogo cruzado

O cancelamento da compra da vacina chinesa por parte de Jair Bolsonaro irritou governadores e secretários estaduais de Saúde e uniu boa parte deles em um mesmo norte: na defesa pela permanência do …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

As eleitas

A revolta de mais de um terço dos candidatos a vereador do PSL em BH não se restringe à capital mineira. Além da ex-mulher de Marcelo Álvaro Antônio, que disputa uma vaga de vereadora e recebeu R$ …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Vista grossa

Do mensalão à Lava a Jato, envolvidos em escândalos de corrupção de grande repercussão não receberam punições de seus partidos. A lista inclui Delcídio do Amaral (PT), José Roberto Arruda (DEM), …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Passa a régua

O desembargador Kassio Nunes tem hoje os votos de que precisa no Senado para se tornar ministro do STF. Levantamento feito pelo Painel com os 81 senadores mostrou que ao menos 44 dizem pretender …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Caldeirão: os casos de André do Rap e de Chico Rodrigues no STF

A inclusão rápida dos casos de André do Rap e de Chico Rodrigues (DEM-RR) na agenda do Supremo aponta que a gestão de Luiz Fux reservará boa parte das sessões do plenário para julgamentos criminais, …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Calendário

A pressão sobre o Ministério da Saúde para firmar o compromisso público de comprar a vacina para coronavírus que ficar pronta antes vai ganhar reforço de senadores e deputados da comissão externa da …


Exclusivo
Painel da Folha de São Paulo

Cheirinho

A decisão de Luís Roberto Barroso de afastar Chico Rodrigues (DEM-RR) do cargo despertou um instinto de preservação entre políticos do centrão e aliados. Senadores dizem ver uma ação precipitada …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados