search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Na Bolívia, Vasco tenta confirmar vaga na segunda fase da Sul-Americana

Esportes

Esportes

Na Bolívia, Vasco tenta confirmar vaga na segunda fase da Sul-Americana


Cano, no desembarque do Vasco na Bolívia (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)
Cano, no desembarque do Vasco na Bolívia (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

De olho na classificação à segunda fase da Copa Sul-Americana, o Vasco visita o Oriente Petrolero, às 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira, no estádio Ramón Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Por ter vencido o primeiro confronto por 1 a 0, com gol de Germán Cano, o time carioca joga pelo empate. Caso consiga fazer um gol fora de casa, a situação fica ainda mais confortável. O único resultado que leva a decisão para os pênaltis é o triunfo dos bolivianos pelo placar mínimo.

Depois da eliminação precoce da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, o Vasco conseguiu avançar na Copa do Brasil. Mesmo assim, o modesto empate, por 1 a 1, com o Altos-PI, fez aumentar a pressão no time dirigido por Abel Braga. Além das pazes com a torcida, a questão financeira é outro fator importante, pois a classificação renderia cerca de R$ 1,6 milhão - o time já garantiu R$ 1,3 milhão pela participação na primeira fase.

A principal novidade na lista de relacionados do Vasco é o zagueiro Ricardo Graça. Ele estava com a seleção brasileira no Torneio Pré-Olímpico e pode jogar pela primeira vez na temporada pelo time. É forte candidato a entrar como titular ao lado de Leandro Castán, com Werley retornando ao banco. O volante Andrey, que ganhou nova chance no primeiro jogo, foi mantido na Copa do Brasil, e deve ser titular mais uma vez.

Abel viu o lado positivo do empate diante do Altos-PI. Segundo ele, o resultado faz com que o time entre em campo em estado de alerta. “Eu prefiro acreditar que se tivéssemos vencido o Altos, talvez estaríamos um pouco soberbos para encarar o Oriente. Lá na Bolívia será um jogo muito complicado e precisamos estar atentos”, afirmou.

A principal preocupação do Oriente Petrolero, comandado pelo técnico Pablo Sánchez, é o surto de dengue na região, que afetou o goleiro Romel Quiñonez, que não é titular, o volante Héctor Sánchez, que entrou no decorrer do primeiro duelo, e o meia Salvatierra, que começou jogando no Rio. Todos são dúvidas para o duelo.

Além disso, o meia Gutiérrez se recupera de desgaste físico, mas deve ser aproveitado especialmente por causa dos possíveis desfalques. O time vem motivado após golear o Santa Cruz, por 5 a 1, e chegar aos 12 pontos, na quarta colocação do Torneio Apertura da Bolívia.

ORIENTE PETROLERO X VASCO
ORIENTE PETROLERO - Banegas; Saucedo, Olguín, Franco e Mercado; Palmieri, Rojas, Pozo e Gutierrez; Salinas e Bueno. Técnico: Pablo Sánchez.
VASCO - Fernando Miguel; Yago Pikachu, Werley (Ricardo Graça), Leandro Castán e Henrique; Andrey, Raul e Marcos Júnior; Talles Magno, Marrony e Germán Cano. Técnico: Abel Braga.
ÁRBITRO - José Argote (Venezuela).
HORÁRIO - 21h30.
LOCAL - Estádio Ramón Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados