search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mulher é mordida pelo marido durante briga na Serra

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Mulher é mordida pelo marido durante briga na Serra


A ocorrência foi registrada no Plantão Especializado da Mulher (Foto: Dayana Souza/AT )
A ocorrência foi registrada no Plantão Especializado da Mulher (Foto: Dayana Souza/AT )

As marcas de agressão espalhadas pelo corpo de uma dona de casa, de 31 anos, registram o momento de terror que a vítima viveu, no início da madrugada deste sábado (21), dentro de casa, na Serra, após uma briga com o marido, um homem de 41 anos.

Por ter saído de casa sem avisar o companheiro, a vítima acabou levando, além de puxões de cabelo, mordidas nos braços, dedos e até rosto.

O crime aconteceu por volta de 3h, dentro do apartamento do casal, em Colina de Laranjeiras, na Serra. À polícia militar, a vítima relatou que o marido havia chegado em casa alterado, na noite de sexta, já questionando a mulher sobre o porquê dela ter saído para um local específico (não informado na ocorrência policial) sem a presença dele.

Ao tentar explicar para o companheiro onde teria ido, a mulher foi surpreendida por ele com puxões de cabelo e várias mordidas na região dos braços, pernas, dedos e até no rosto. Mesma machucada, a vítima conseguiu entrar em contato com a polícia que foi que o local e não encontrou o acusado.

A vítima foi levada para o Plantão Especializado da Mulher (PEM), em Vitória. Em contato com o Ciodes, a viatura que atendeu a ocorrência foi informada que o acusado de ter agredido a dona de casa havia feito contato com o Ciodes informando estar na Unidade de Pronto Antendimento (Upa) de Carapina, mas ao entrarem em contato com o PA, os militares foram informados que ele havia dado entrada no local há duas semanas.

A vítima, que optou por não ser levada para o hospital já que estava bem, registrou uma medida protetiva contra o acusado. Até o fechamento desta edição, ele ainda não havia sido encontrado.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados