search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

MPF quer manter poder de delações premiadas
Coluna do Estadão

Andreza Matais e Marcelo de Moraes


MPF quer manter poder de delações premiadas

Associações de procuradores federais e membros da Procuradoria-Geral da República (PGR) estudam pontos do pacote anticrime sancionado por Jair Bolsonaro que podem ferir a atuação dos Ministérios Públicos. Na mira, as mudanças na colaboração premiada, feitas pelo Congresso no texto original de Sergio Moro e que limitaram os superpoderes das delações.

Procuradores avaliam se é possível contestar as medidas via ações diretas de inconstitucionalidade ou se podem apenas alegar que há trechos em que não fica clara a nova lei para pedir ao STF a definição da interpretação.

Xadrez. Grupos de políticos e do mundo jurídico ainda discutem quem foi mais “mestre” até aqui no conturbado episódio do juiz de garantias.

Xadrez II. Querem saber se foi Jair Bolsonaro, que enviou o bode criado no Congresso para o Supremo, ou se foi o ministro Dias Toffoli, ao retirar o bicho da sala sem mandá-lo direto para o abatedouro.

Fogos. Associações contrárias ao juiz de garantias comemoraram a decisão de Dias Toffoli de prorrogar por seis meses o prazo para a implantação da medida.

Pulga. Apesar do bordão lavajatista “in Fux we trust”, interlocutores de Deltan Dallagnol dizem que o procurador está preocupado com a futura gestão de Luiz Fux na presidência do STF, ainda neste ano.

Será? Teme que, justamente para fugir do rótulo de aliado da Lava a Jato, o ministro do Supremo acabe não ajudando as pautas de interesse da operação na Corte.

(Foto: Reprodução Internet)
(Foto: Reprodução Internet)
CLICK. ACM Neto (DEM) se emocionou na Lavagem do Bonfim. Depois de oito anos, foi a última vez que participou do evento à frente da Prefeitura de Salvador (BA).

Deu ruim... A 11ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo rejeitou a ação de improbidade proposta em julho de 2019 pelo Ministério Público contra o secretário estadual Alexandre Baldy (Transportes Metropolitanos).

...pro MP. A ação, proposta pelo promotor Marcelo Milani, pedia que a Linha 5 Lilás do Metrô deixasse de ser operada pela Concessionária Via Mobilidade.

Martelo. O juiz Kenichi Koyama considerou adequada a conduta de Baldy ao evitar medidas que pudessem prejudicar o interesse público e qualificou como leviana a tentativa de caracterizar improbidade.

Marmelada. Em reunião recente, em São Paulo, Dilma Rousseff fez rara manifestação sobre seus dois mandatos na Presidência. Surpreendeu os presentes quando citou os militares: utilizou a imagem de um “chapéu de palhaço” como definidora da relação.

Com as galinhas. Os mais próximos de Jair Bolsonaro descobriram o “primetime” para conversar com o Presidente: às 5 horas da matina. Segundo um deles, esse é o único momento em que ele responde mensagens de “zap” quase no mesmo instante.

Oscar. Michel Temer ainda não assistiu à Democracia em Vertigem, diz um amigo do ex-presidente. Deve ver o documentário de Petra Costa no fim de semana.

Mais que amigos. Apesar da torcida contrária de Carlos Bolsonaro, Fábio Wajngarten recebeu manifestações de apoio do 01 e do 03, Flávio e Eduardo. O secretário de Comunicação é sócio de uma empresa que mantém contratos com agências e emissoras beneficiadas por verbas de propaganda do governo federal.

Pronto, falei!

Sobre militares no atendimento do INSS

"Funcionários do INSS sabem dar ideias para solução. Colocar militares para qualquer coisa é simplismo, falta de capacidade administrativa”.

Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo da Presidência

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?

últimas dessa coluna


Exclusivo
Coluna do Estadão

Guedes vira antítese de Moro e de Mandetta

Militares do governo auxiliares diretos de Jair Bolsonaro se dizem bem impressionados com Paulo Guedes. Acham que o comportamento do ministro, mesmo com o cheiro do óleo quente cada vez mais …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Sinal amarelo nas eleições municipais

Analistas políticos, dirigentes partidários, autoridades da Justiça e candidatos começaram a ficar preocupados com a campanha eleitoral deste ano no País. Os três principais fatores: a pressão …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Parecer indica brecha para eleição das Casas

Até adversários de Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre viram na manifestação da AGU sobre a ação questionando a reeleição para o comando da Câmara e do Senado um atalho para a dupla do DEM se manter no …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Setor de eventos ainda esquecido por governos

Apesar de representar 5% do PIB nacional e empregar mais de 12 milhões de profissionais diretos e indiretos, o mercado de eventos está abandonado pelo poder público. Paralisado desde março e sem …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Renovação ainda em alta, indica pesquisa

A dois meses do primeiro turno das eleições, partidos tentam se balizar em um cenário de incertezas. Pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, em parceria com a escola de formação do …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Celso Russomanno e a agenda de Bolsonaro

Jair Bolsonaro apresentou uma agenda básica a Celso Russomanno para a eleição na capital paulista. O presidente gostaria de ver o deputado do Republicanos, se ele mantiver a decisão da candidatura …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Pauta verde ainda fora das eleições municipais

No momento em que o debate ambiental e sustentável cresce no mundo e pressiona o Brasil, a pauta verde, por enquanto e infelizmente, está fora das prioridades da maior parte dos candidatos nas …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Fux mantém controle sob juiz das garantias

Antes de tomar posse na presidência do Supremo, Luiz Fux determinou a inclusão em pauta das ações diretas de inconstitucionalidade (Adins) referentes ao juiz das garantias, bandeira da advocacia, …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Os alicerces para a candidatura de Doria

A escolha do vereador emedebista Ricardo Nunes para ser o vice de Bruno Covas na eleição deste ano em São Paulo finca alicerces para a construção da aliança entre PSDB, MDB e DEM em torno da …


Exclusivo
Coluna do Estadão

Luiz Fux: Lava a Jato e “sentimento” do povo

Para além das frases salutares, porém, muitas vezes óbvias e obrigatórias (a defesa da democracia e da independência entre os Poderes), o discurso de Luiz Fux ao tomar posse na presidência do Supremo …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados