search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Morte de fisioterapeuta aos 28 anos choca amigos e parentes em Vila Velha

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Morte de fisioterapeuta aos 28 anos choca amigos e parentes em Vila Velha


 (Foto: Reprodução/Acervo Familiar)
(Foto: Reprodução/Acervo Familiar)

A morte repentina de uma fisioterapeuta de 28 anos, na manhã desta quarta-feira (20), chocou a comunidade evangélica da Grande Vitória. Jéssicka Almeida Muller frequentava a Assembleia de Deus desde pequena e era sobrinha do evangelista Reginaldo Almeida, presidente do Partido Social Cristão (PSC) no Estado.

Uma publicação de Reginaldo em seu perfil no Facebook, por exemplo, já possui mais de 360 curtidas e quase 300 comentários de colegas de igreja, pastores e conhecidos, que lamentaram a perda da jovem.

"Tive o prazer e a alegria de ter Jéssicka com daminha do meu casamento, notícia que nos deixou muito triste, mas ela está com o nosso Aba e em breve nos encontraremos. Meus sentimentos, Reginaldo Almeida e a toda família. Que o Espírito Santo venha trazer o conforto aos vossos corações", disse um dos amigos.

De acordo com a assessoria de Reginaldo, Jéssicka estava em casa na hora que passou mal e foi encontrada caída no banheiro pelo marido, que saía para trabalhar. Ele chegou a acionar o Samu, mas não deu tempo de socorrer a esposa. 

Causa da morte

Nas redes sociais, muitos internautas estão especulando a causa da morte da fisioterapeuta. Alguns falam de Covid e outros afirmam ter sido infarto, mas nem a família ainda tem certeza do que aconteceu. A assessoria do tio de Jéssicka contou que foi feita uma autópsia na jovem, mas que foi "inconclusiva". 

Aos familiares, a médica responsável pelo exame explicou que determinou como Embolia Pulmonar, por ter encontrado um inchaço nos pulmões da jovem e chegou a mencionar um "mal súbito", mas explicou que a causa só será confirmada quando o laudo cadavérico for concluído. 

Jéssicka Almeida atuava na linha de frente contra o novo coronavírus (Covid-19) como fisioterapeuta, em um hospital em Vila Velha. Ela era casada, tinha uma filha de 2 anos e 8 meses e completaria 29 anos em setembro deste ano.

De acordo com a família, a jovem dizia ter dois sonhos e conseguiu realizar os dois: ser fisioterapeuta e mãe.

"Minha sobrinha linda nos deixou esta manhã. Uma jovem que esbanjava alegria e felicidade. Nossa família está com o coração dilacerado por esta perda repentina que atingiu a todos nós. Dor profunda! Exemplo de filha, esposa e mãe. Deixará muita saudade... Rogamos consolo ao Espírito Santo, porque ela já está nos braços do Pai... Saudades!!!!", diz a publicação feita por Reginaldo Almeida na tarde desta quarta (20)

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados