search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Ministério Público de Contas pede que 62 cidades capixabas corrijam dados sobre compras feitas durante a pandemia

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Ministério Público de Contas pede que 62 cidades capixabas corrijam dados sobre compras feitas durante a pandemia


O Ministério Público de Contas (MPC) emitiu recomendações para que 62 municípios corrijam falhas verificadas pelo órgão de controle nas páginas e sítios eletrônicos criados especificamente para divulgar informações e dados de contratações e aquisições destinadas ao enfrentamento da Covid-19.

De acordo com o MPC, o objetivo dessas recomendações é garantir aos cidadãos o amplo acesso às nos municípios capixabas.

As recomendações foram expedidas entre os dias 29 de junho e 6 de julho aos prefeitos de 62 municípios, com prazos de 48 horas a 15 dias para que eles façam as correções necessárias.

"A partir do monitoramento realizado nos sítios eletrônicos criados pelos municípios para divulgar todas as contratações e aquisições realizadas com base na Lei 13.979/2020, que autorizou a dispensa de licitação nos procedimentos visando o combate à pandemia, o Gabinete Especial do MPC detectou de uma a seis falhas em 62 municípios", disse o órgão de controle.

Entre os problemas verificados estão: múltiplas e ambíguas abas de consulta; falta de atualização do site; falta de disponibilização do processo ou contrato; ausência de ferramenta de pesquisa; impossibilidade de gravação de relatórios; ausência de acessibilidade; ausência de informações detalhadas; e relatório incompleto ou deficiente sobre os contratos e compras para atender as situações decorrentes da pandemia do novo coronavírus.

As contratações e aquisições realizadas com base nessa lei devem ser imediatamente disponibilizadas em sítio oficial específico na rede mundial de computadores com as informações previstas na Lei de Acesso à Informação (Lei 12527/2011), além do nome do contratado, número do CPF ou CNPJ, prazo contratual, valor e o respectivo processo de contratação ou aquisição.

Sem detalhamento

A ausência de informações detalhadas sobre a contratação foi a falha mais comum, verificada em 51 dos 62 municípios que receberam recomendações, de acordo com o MPC.

O órgão de controle cita a ausência de dados como o número do processo administrativo, da forma de contratação (pregão ou dispensa de licitação), o nome do contratado, o número de inscrição na Receita Federal (CNPJ ou CPF), descrição pormenorizada do bem ou serviço, quantitativo, valor unitário, valor global, prazo de vigência, local de execução, e data da celebração do ajuste e da publicação do ato no Diário Oficial.

"Os outros dois erros mais frequentes foram a incompletude ou deficiência do relatório gerado no portal da transparência do município destinado às contratações relacionadas à pandemia do novo coronavírus, ocorridas em 44 municípios, e a falta de disponibilização do contrato ou do processo em sua íntegra ou as principais peças, constatada em 38 cidades", explicou o MPC.

Falhas

Dos 62 municípios, seis receberam recomendação por causa de uma falha apenas: Brejetuba, Conceição da Barra, Itapemirim, Serra, Vila Velha e Vitória.

Nos portais dos municípios de Anchieta, Cachoeiro de Itapemirim, Ecoporanga, Piúma e Sooretama foram localizadas duas principais falhas.

Os municípios que tiveram mais falhas verificadas nos portais da Covid-19 foram Aracruz e Linhares, com seis problemas cada um. Foram constatadas mais de três falhas nos portais de outros 49 municípios, para os quais foram expedidas as recomendações.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados