search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mesários no Estado são convocados por SMS e email para eleições

Notícias

Publicidade | Anuncie

Política

Mesários no Estado são convocados por SMS e email para eleições


Mesário em dia de votação: convocação vai até nesta quarta  (Foto: Divulgação)
Mesário em dia de votação: convocação vai até nesta quarta (Foto: Divulgação)

A convocação dos mesários que vão trabalhar nas eleições municipais deste ano chega ao fim nesta quarta-feira (16), de acordo com as informações do Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES). Por conta da pandemia, a convocação é feita de forma eletrônica por email e SMS. 

A  assessora técnica da Corregedoria Regional Eleitoral do TRE-ES, Jaqueline Nunes, explicou que entre mesários e colaboradores, que ajudam na logística e com informações durante a votação, são cerca de 46 mil pessoas envolvidas nesse processo no Estado.

A convocação teve início no dia 18 de agosto e por conta da pandemia do novo coronavírus o TRE-ES inovou com o chamamento por mail e mensagem de texto pelo celular. 

"É a primeira vez. Até a última eleição, a Justiça Eleitoral mandava a carta convocatória pelos Correios. Essa é uma ação que vai ser adotada daqui para frente. Já havia a programação de fazer por forma eletrônica, mas a pandemia agilizou esse procedimento", explicou ela. 

A medida foi iniciativa da corte capixaba, já que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deixa a critério de cada tribunal a forma como a convocação será entregue aos mesários. Outros estados têm adotado a forma eletrônica também, informou Nunes.

Para evitar que golpes fossem aplicados usando o nome da Justiça Eleitoral, o TRE-ES tomou algumas medidas foram tomadas.

"A Justiça Eleitoral não encaminha link no emails. O mesário recebe um código para ele validar na página do TRE-ES. Lá, temos o sistema de convocação, a pessoa faz a validação como código que recebeu pelo email ou SMS, baixa a carta convocatória e ela tem todos os detalhes, como a posição dele na mesa, se vai ser presidente, treinamento", ressalta Nunes.

Dessa forma, caso você receba um email ou SMS com convocação para ser mesário em nome da Justiça Eleitoral e que nele tenha algum link, você não deve clicar nem preencher seus dados, pois pode ser um golpe.

A convocação termina nesta quarta, mas após ser finalizado esse processo, um voluntário que queira desistir tem o prazo de 5 dias, após a confirmação da convocação, para apresentar justificativa e comprovar o impedimento. Em seguida, é aberto um processo para chamar substitutos.

Caso você não tenha recebido a convocação e deseja ser voluntário no dia das eleições, como mesário, há outro caminho para se inscrever. Basta acessar o Canal do Mesário e fazer a inscrição.

Os mesários que já são voluntários podem também entrar nesse canal para atualizar seus dados cadastrais para garantir que sua convocação seja efetivada.

O TRE-ES, por meio do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que vai garantir que todo o processo seja seguro e adequado em acordo com as medidas sanitárias adotadas a partir da pandemia causada pelo coronavírus (COVID-19).

Quem pode ser mesário?

De acordo com o o Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES), podem ser mesários os eleitores com mais de 18 anos em situação regular.

Já as pessoas que são candidatos e que tenham parentes, ainda que por afinidade, até o segundo grau inclusive, não podem trabalhar como mesário. 

Também não podem os membros de diretórios de partidos políticos, caso exerçam função executiva; autoridades e agentes policiais; funcionários no desempenho de cargos de confiança do poder executivo; servidores e colaboradores da Justiça Eleitoral.

Qual o benefício em ser mesário?

A pessoa que atua como mesário nas eleições tem direito a dois dias folga a cada dia trabalhado como mesário, sem perder o salário, informa o TRE-ES.

Além disso, os dias de treinamento também contam como dia trabalhado. 

Ainda há benefício com a isenção do pagamento da taxa de inscrição em concursos públicos estaduais, desde que previsto no edital, e a vantagem em caso de empate em concurso público, quando previsto no edital.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados