search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Menina feita refém ano passado, reencontra policiais que a salvaram

Notícias

Cidades

Menina feita refém ano passado, reencontra policiais que a salvaram


Rebeca, de 9 anos, realizou o sonho de conhecer a equipe de negociação da Polícia Militar, que a salvou (Foto: TV Tribuna)
Rebeca, de 9 anos, realizou o sonho de conhecer a equipe de negociação da Polícia Militar, que a salvou (Foto: TV Tribuna)
Desde que ficou sob a mira de uma faca, em outubro do ano passado na escola em que estudava, o sonho de Rebeca, de 9 anos, era conhecer a equipe de negociação da Polícia Militar, que a salvou.

Ela foi feita refém dentro da escola onde estudava, a Unidade Municipal de Ensino Fundamental Paulo César Vinha, em Residencial Jabaeté, na região da Grande Terra Vermelha, em Vila Velha e por cerca de 40 minutos ficou com uma faca no pescoço. 

Tudo começou quando um jovem de 17 anos, teve um surto psicótico e invadiu a escola, logo depois da hora do almoço, por volta de duas da tarde. O adolescente entrou em uma sala de aula armado com uma faca de cozinha. 

Nesta terça-feira (21), ela realizou o sonho de conhecer a Companhia Independente de Missões Especiais (CIMESP), ou seja, a equipe de policiais que faz parte da equipe de negociação. 

Em uma viatura da Polícia Militar, Rebeca e o pai, Rondinelli dos Santos Peixoto conheceram o quartel que fica em Jardim América, Cariacica. Ao chegarem, encontraram a equipe de negociadores da Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp).

Ela esperava ansiosa para o encontro. "Quase não dormi direito. Acordei pulando da cama", conta ela. E para completar ainda mais a alegria da menina, Rebeca foi presenteada com uma farda igual a dos policiais.

Rebeca fez questão de conhecer cada um dos militares que participou da ação que salvou a vida dela. Gratidão, respeito, admiração, foram os sentimentos descritos pela menina. 

Relembre o caso:

Jovem se entrega após fazer menina refém dentro de escola em Vila Velha

Menina de nove anos é feita refém por uma hora e meia em escola de Vila Velha


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados