search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Médicos preveem mais problemas de audição

Notícias

Publicidade | Anuncie

Saúde

Médicos preveem mais problemas de audição


As primeiras queixas são zumbidos e sensação de ouvidos tampados. Após ter perda auditiva, ela se torna irreversível”Sérgio Ramos, otorrinolaringologista (Foto: Kadidja Fernandes - 11/10/2016)
As primeiras queixas são zumbidos e sensação de ouvidos tampados. Após ter perda auditiva, ela se torna irreversível”Sérgio Ramos, otorrinolaringologista (Foto: Kadidja Fernandes - 11/10/2016)


Aulas online, trabalho no computador e cada um da família fazendo uma atividade diferente no mesmo ambiente. Tudo isso tem feito o uso de fones de ouvido aumentar na quarentena, o que pode trazer problemas sérios para a saúde dos ouvidos, segundo especialistas.

Relatando que já houve aumento no número de pacientes com queixa de zumbidos e até perda de audição, os médicos preveem que o uso intenso dos fones na pandemia pode ampliar ainda mais os registros de problemas de audição no futuro.

Professor da Ufes, o otorrinolaringologista Sérgio Ramos diz que é cada vez maior o número de pessoas que usam fones diariamente. “Apesar de liberar a endorfina (hormônio do prazer), o que pouca gente sabe é que o som alto é o pior inimigo da audição”, disse.

Já o otorrinolaringologista Bruno Caliman alerta que, com o uso frequente, as pessoas estão perdendo a audição de forma mais precoce. “Um volume muito alto pode provocar surdez a longo prazo”, disse.

Fundadora e diretora do Instituto Ganz Sanchez, a pesquisadora e médica Tanit Ganz Sanches explicou que o som alto e frequente pode causar lesões nos ouvidos.

“O zumbido nos ouvidos, por exemplo, é causado pela lesão temporária ou definitiva das células ciliadas, que ficam localizadas no ouvido interno. Essas células ciliadas ficam sobrecarregadas ao trabalhar em um ritmo mais acelerado do que o normal, o que dá origem ao zumbido nos ouvidos”.

De acordo com a otorrinolaringologista Gabriela Pilon Meira, o aumento no uso de fones de ouvido se deve às atividades online.

“Acredito que, com a pandemia e o aumento das atividades online, entre elas as escolares, as aulas de esporte, shows, lives, entre outros, o uso de fones tenha aumentado. O importante é a prevenção. O fone deve ser utilizado quando realmente for necessário”, orientou.

A orientação é evitar o uso por mais de duas horas seguidas.


OPINIÃO

Bruno Caliman e Tanit Ganz, otorrinolaringologistas  (Foto: Divulgação)
Bruno Caliman e Tanit Ganz, otorrinolaringologistas (Foto: Divulgação)


"As perdas auditivas têm se intensificado muito com o uso excessivo de fones de ouvido” - Bruno Caliman, otorrinolaringologista

"O zumbido e a menor tolerância a níveis de som podem ser indícios de perdas de audição” - Tanit Ganz, otorrinolaringologista


SAIBA MAIS


Evite uso por mais de duas horas

Fones de ouvido
> Foram Criados em 1919 para ajudar na comunicação, sendo utilizados em amplificadores de telefones e/ou de rádios. Foi só a partir de 1930 que os fones de ouvido passaram a ser comercializados.
> Atualmente, com a quarentena e o isolamento social devido à pandemia, é acessório indispensável para o trabalho home-office e as aulas online. Mas o uso excessivo do fone pode prejudicar os ouvidos, causando zumbido e até surdez precoce.

Zumbido e perda auditiva
> O zumbido nos ouvidos é causado pela lesão temporária ou definitiva das células ciliadas.
> Ao serem estimuladas por elevados níveis de vibrações sonoras, como o som alto de um fone de ouvido, essas células ficam sobrecarregadas e podem sofrer lesões temporárias ou definitivas.
> A fim de compensar a perda de função das células lesionadas ou mortas, as regiões vizinhas passam a trabalhar em um ritmo mais acelerado do que o normal, o que dá origem ao zumbido nos ouvidos.
> O uso frequente de fones de ouvido e a exposição a ambientes barulhentos podem trazer problemas de surdez precoce.

Dicas de uso
> Ao usar os fones de ouvido, evite ultrapassar a metade da potência do seu aparelho ou usar mais do que duas horas seguidas.
> Não ignore o aviso quando o som começar a ultrapassar os 60% do volume.
> Reduza o tempo de contato do celular com o ouvido e use mais viva-voz.
> Estimule os ouvidos com baixo volume de música suave ou outros sons agradáveis.
> Uma boa opção são os fones com bloqueadores de ruídos externos. Ao neutralizar a poluição sonora externa, o volume do som no fone poderá diminuir consideravelmente.
> Não durma com fones no ouvido.

Fonte: Médicos consultados.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados