search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Médicos estrangeiros podem ajudar no combate à pandemia
Tribuna Livre

Médicos estrangeiros podem ajudar no combate à pandemia

Milhares de médicos formados no exterior aguardam há três anos pelo exame que habilita para o exercício da profissão. O Revalida, exame de revalidação de diplomas de Medicina, aplicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) e fruto da parceria entre ministérios de Educação e da Saúde é realizado em duas etapas, teórica e prática.
A prova tem como objetivo avaliar se médicos brasileiros e estrangeiros formados em universidades de outros países encontram-se preparados para exercer a profissão no Brasil.


A estrutura da prova abrange cinco áreas da Medicina: Clínica Médica, Cirurgia Geral, Pediatria, Ginecobstetrícia e Medicina Familiar e da Comunidade.

Além do conhecimento teórico testa habilidades como investigação clínica, realização de exame físico, interpretação de exames complementares, entre outras.

Portanto, o anúncio recente do ministro da Educação Abraham Weintraub, de que o exame teórico será realizado no dia 11 de outubro de 2020 é uma informação relevante e muito esperada.

Segundo o Ministério da Educação (MEC), aproximadamente 15 mil médicos aguardam por esse momento. Já foram realizadas sete edições e 24.327 inscrições, com maioria de participantes de nacionalidade brasileira.

Mais importante se faz o anúncio para a população: pois, se em algum momento foi cogitada a convocação de fisioterapeutas, educadores físicos e estudantes de medicina do internato para fortalecer as ações de combate a Covid-19, melhor ainda, permitir que médicos formados no exterior, dispostos a trabalhar e que só precisam de uma chance, tenham oportunidade de auxiliar governo e população na pandemia.

Com a divulgação pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de que a América do Sul é o novo epicentro da Covid-19 e de que o Brasil é o país mais afetado, corremos o risco de ter um “apagão” com a falta de profissionais.


Segundo o estudo de Demografia Médica de 2018, do Conselho Federal de Medicina (CFM), enquanto a média das nações da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) é de 3,3 médicos por mil habitantes, no Brasil essa taxa é de 2,1 e cai para menos de 1 em alguns Estados do Norte e Nordeste.

Outra boa notícia é que existe a expectativa do exame ter duas edições por ano. O MEC anunciou que a realização continuaria em duas etapas, mas com a diferença de que o aluno reprovado na segunda fase pode refazê-la por mais duas vezes em edições consecutivas.

Até então, o candidato precisava realizar todo o processo desde o início. A decisão, se confirmada, será um importante passo na desburocratização do processo e num maior contingente de médicos.

Como médico brasileiro naturalizado e que teve o diploma revalidado em 2010 após aprovação na Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT), assumi a missão de utilizar a minha experiência para orientar e conduzir meus colegas para que eles não enfrentem os mesmos problemas que enfrentei. Assim, meu compromisso é que 100% dos bons médicos formados em outros países possam usar seu direito de exercer a profissão no Brasil.

José Vitelio é cardiologista, de Cuba, e naturalizado brasileiro.


últimas dessa coluna


Exclusivo
Tribuna Livre

Motivação no isolamento torna a rotina menos estressante

Diante de uma pandemia e do isolamento social, pessoas com rotinas agitadas foram de repente obrigadas a desacelerar. Ganharam mais tempo com a família, aumentaram os afazeres de casa, tiveram seus …


Exclusivo
Tribuna Livre

Congresso tem mais funcionários do que 48 municípios do Estado

O Congresso Nacional aprovou e já está em pleno vigor a Lei Complementar nº 173, de 27 de maio de 2020, que trata da ajuda financeira a estados e municípios e estabelece o “Programa Federativo de …


Exclusivo
Tribuna Livre

Desafios da educação após a pandemia do novo coronavírus

Estudos recentes, como em Todos pela Educação (05/2020), mostram que os desafios com que se defrontarão gestores e profissionais da Educação quando do retorno das aulas presenciais são de tal …


Exclusivo
Tribuna Livre

A digitalização dos planos de saúde acelerada pela pandemia

Grandes desafios podem provocar grandes revoluções. A necessidade de superar adversidades leva a humanidade a repensar hábitos e valores e a usar todo o seu potencial de criação. Nestes tempos …


Exclusivo
Tribuna Livre

A importância da Lei da Fauna capixaba em tempos de Covid

Em dezembro de 2019, foi sancionada a Lei Estadual de Proteção à Fauna que, dentre outros assuntos, cuida da prevenção de doenças advindas da relação humana com os animais, alertando sobre o perigo …


Exclusivo
Tribuna Livre

Relacionamentos abusivos mais evidentes durante a pandemia

É significativo o aumento de casos de violência doméstica durante o isolamento social. Mas, infelizmente, a pandemia apenas traz à tona questões já presentes. É num momento de excesso ou modificação …


Exclusivo
Tribuna Livre

Peste, indiferença e luta

Quando a peste resolve sair de seu recôndito esconderijo e assombrar a humanidade, o desespero e a indiferença vêm na bagagem. Desespero porque, por mais pestes e guerras que já tenham havido na …


Exclusivo
Tribuna Livre

Racismo no Brasil não gera a mesma repercussão que nos EUA

Os casos no Brasil ligados a crimes de racismo não geram a mesma repercussão que há nos Estados Unidos e para isso há razões muito específicas que justificam a banalização da violência racial no …


Exclusivo
Tribuna Livre

Quem paga pensão tem o direito de saber como valores são gastos

Alicerçando-se nos princípios constitucionais da proteção integral da criança e do adolescente e da dignidade da pessoa humana, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) modificou entendimento até então …


Exclusivo
Tribuna Livre

Profissões em alta na pandemia influenciam mercado de estágio

A pandemia do coronavírus desestruturou o mercado de trabalho. Além do aumento do desemprego, que subiu para 12,6% no trimestre encerrado em abril deste ano, segundo dados do Instituto Brasileiro de …


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados