search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Médicos alertam para prevenção do coronavírus

Notícias

Saúde

Médicos alertam para prevenção do coronavírus


(Foto: Rodrigo Gavini/Arquivo AT)
(Foto: Rodrigo Gavini/Arquivo AT)
Um vírus perigoso e que pode ser fatal. Assim foi definido o coronavírus por médicos infectologistas capixabas. Eles explicaram como funciona a doença e alertaram para formas de prevenção.

“É uma forma muito grave da gripe que pode ocasionar a morte, através de insuficiência respiratória. Geralmente o paciente com esse vírus é tratado no hospital e em isolamento, para evitar a propagação do vírus. Em crianças e idosos pode ser pior porque eles têm imunidade um pouco menos forte do que adultos”, destacou a médica infectologista Rubia Miossi.

Ela afirmou que é importante que as pessoas evitem viajar para os países que estejam apresentando surto. “Se a pessoa chegou a viajar e começou a apresentar os sintomas depois que retornou ao Brasil, ela deve procurar um médico imediatamente”, disse.

Já o médico Lauro Ferreira Pinto explicou que não existe vacina para os coronavírus. “Também não existe tratamento específico. É uma situação nova”.

Ainda de acordo com o médico, os pacientes estão apresentando sintomas como febre, tosse e dificuldade de respirar. “É uma doença contagiosa, então as pessoas devem ter cuidado. É importante lavar bem as mãos e, se a pessoa apresentar alguma infecção respiratória, se afastar da escola ou do trabalho”.

Causa gripe, tosse, febre e pneumonia

Coronavírus

  • Os coronavírus (CoV) são uma família de vírus que causam doenças que variam do resfriado comum a doenças mais graves, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers-CoV) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars-CoV). O novo surto foi denominado 2019-nCoV.

Transmissão

  • Podem ser transmitidos pelo ar, por meio de tosse ou espirro, através de toque ou aperto de mão e através de contato em objetos com a superfície contaminada, seguido de contato com a boca, nariz e olhos. Causa gripe, tosse, febre e pneumonia.

Diagnóstico

  • É clínico, com avaliação do profissional de saúde e análise dos sintomas. Podem ser feitos exames de sangue, fezes e/ou secreções nasais.

Tratamento

  • Não há tratamento específico ou vacina. O paciente é tratado com repouso e consumo de água. Pode ser usado remédio para dor e febre.

Prevenção

  • Lavar bem as mãos, cobrir nariz e boca ao espirrar ou tossir, manter os ambientes ventilados, evitar contato com pessoas que apresentem os sintomas.

Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados