search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

"Me sinto a vilã da edição", diz Karol Conká após eliminação com rejeição

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Televisão

"Me sinto a vilã da edição", diz Karol Conká após eliminação com rejeição


Em entrevista à apresentadora Ana Clara Lima, do Gshow, logo após ser eliminada com 99,17% dos votos do BBB 21, Karol Conká admitiu que foi a vilã da edição deste ano do reality. Apesar disso, a rapper acredita que os erros cometidos no confinamento não foram tão graves a ponto de ser "apredrejada".

"Sou pirada mesmo, sou muito intensa e transparente. E tenho cara de pau tanto para fazer brincadeiras como para fazer besteira", disse. Após ter visto algumas cenas sobre sua participação, ela revelou sentir remorso, culpa e vergonha. "Foi me corroendo por dentro", disse.

No entanto, disse que fora do jogo a sua animosidade é menor pois releva mais as situações. No BBB 21, contou que não teve paciência para diversas situações. A rapper afirmou também que tem TOC (Transtorno Obsessivo-Compulsivo) e é controladora. Na casa do Big Brother, ficou incomodada com a bagunça e até com os cheiros que sentia. Chegou a chorar ao ver uma taça quebrada no chão durante uma festa.

A eliminada da vez contou que vai procurar tratamento para lidar com sua animosidade e negou ser falsa ao abraçar pessoas com quem havia acabado de brigar no reality. "As pessoas não estão acostumadas com essa coisa de morder a assoprar. Eu sou assim", afirmou. Durante a entrevista, Karol viu mensagem de

Lucas Penteado nas redes sociais desejando a ela acolhimento e a chance de recomeçar.

Karol Conka (Foto: Divulgação)
Karol Conka (Foto: Divulgação)

"Ai que lindo. Estou me segurando para não chorar, sou vilã", comentou. Sobre o ex-participante do BBB 21, ela contou ter percebido que ele também tem momentos de descontrole, mas não deve ser reduzido a isso, assim como ela própria. Para a rapper, é difícil estar em um confinamento fora de sua bolha até mesmo para quem tem traumas como ela disse ter.

Segundo Karol, o seu jeito de atacar as pessoas é uma defesa pelo fato de ter sido muito desprezada antes de ser famosa. A cantora no papo segurou o choro ao ver a mensagem de Lucas, mas foi às lágrimas quando Ana Clara mostrou um resumo de sua trajetória como artista, no vídeo realizado para apresentá-la como participante do reality.

Karol elogiou Gilberto e Sarah como participantes fortes do programa. "Sinto até orgulho de ter saído em um paredão com ele", disse sobre Gilberto. "Acho que ele é finalista". Também comentou a relação com Bil, com quem viveu momentos de amor e ódio. "Coisa de vilã", ironizou. "Sou a vilãzinha, mas tenho esse lado empático, uma vilã diferenciada".

Em relação a uma de suas principais rivais no jogo, a atriz Carla Diaz, a rapper demonstrou estar arrependida pela confusão causada por ciúmes de Bil. "Se eu pudesse voltar e não ter feito aquilo, estava bom", disse. No final da entrevista, ela pediu para não ser cancelada. "Brasil, não me cancele. Me dê a chance de melhorar, de me tornar uma florzinha".

Karol disse que esse é um bom momento para fazer terapia, o que prometeu providenciar. "Estou arrependida do que fiz, me descancelem, por favor. O mundo não vai evoluir com a gente cancelando todo mundo", concluiu.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados