search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mais de 3.900 pessoas no Estado vão receber auxílio emergencial em parcela única

Notícias

Publicidade | Anuncie

Economia

Mais de 3.900 pessoas no Estado vão receber auxílio emergencial em parcela única


O Aplicativo oficial Caixa Tem é o único que pode ser utilizado para solicitar e receber o benefício do governo (Foto: William Moreira — 24/04/2020.)
O Aplicativo oficial Caixa Tem é o único que pode ser utilizado para solicitar e receber o benefício do governo (Foto: William Moreira — 24/04/2020.)

Quem teve o auxílio emergencial suspenso e estava à espera de revisão, já pode respirar aliviado. O governo federal vai pagar, amanhã, o valor para 196 mil beneficiários em todo o Brasil. No Estado, 3.920 pessoas devem receber o montante.

O valor que cada pessoa vai receber varia: algumas mães que são chefes de família, que possuem quatro parcelas a receber, por exemplo, irão colocar a mão em R$ 4.800 de uma vez só.

De todas as pessoas que vão receber no País, 191 mil contestaram a suspensão do benefício no site da Dataprev entre 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro de 2020, além de outras cinco mil pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados em janeiro de 2021.

Esses beneficiários receberão de uma só vez todas as parcelas a que têm direito e os valores estarão disponíveis amanhã, tanto para transferências bancárias e pagamentos quanto para saques.

O trabalhador que desejar pode fazer uma consulta sobre a situação de seu benefício pelo aplicativo Caixa Tem ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

“Ao longo dos meses, o governo federal realizou uma série de cruzamentos de diferentes bases de dados para verificar a elegibilidade dos cidadãos ao auxílio emergencial. Com isso, evitamos fraudes e garantimos que os recursos chegassem a quem realmente necessitava”, afirmou o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni.

Em 2021, o Ministério pretende pagar mais lotes como este. Por meio de nota, o órgão informou que vai contemplar outros pagamentos do auxílio resultantes das contestações e de reavaliações decorrentes de atualização da base de dados que ainda estão em análise e que forem consideradas elegíveis.

Nesta rodada, R$ 248,6 milhões serão pagos no Brasil. O economista Eduardo Araújo destacou que os recursos serão injetados na economia. “Movimentação do comércio, serviços e até mesmo contribuindo (indiretamente) para ampliação da arrecadação tributária municipal e estadual”.

Ele afirmou que o valor destinado ao Estado deve girar em cerca de R$ 5 milhões. “O valor pode ser considerado pequeno em termos macroeconômicos (ainda mais se comparado aos demais pagamentos feitos até agora), mas é de extrema importância para aquelas famílias que estavam aguardando o resultado da análise”, frisou o economista.

Caixa libera hoje o último saque

Os beneficiários do auxílio emergencial e da extensão, nascidos em dezembro, dos ciclos 5 e 6, poderão sacar ou transferir os últimos recursos da poupança social digital. O benefício foi pago à população até o final de 2020.

Nesta rodada, 3,5 milhões de beneficiários serão contemplados com pagamentos que giram em torno de R$ 2,7 bilhões. Esta é a última ação prevista de acordo com o cronograma da Caixa.

Para realizar o saque das notas, é necessário fazer o login no app Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora.

O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui. Os saques em dinheiro também podem ser feitos diretamente nesses polos.

O auxílio emergencial foi criado para socorrer a população de baixa renda durante a pandemia do novo coronavírus. Ele teve o valor inicial de R$ 600, e as quatro últimas parcelas passaram a ser pagas no valor R$ 300. As mães que são chefes de família sempre receberam em dobro (R$ 1.200 ou R$ 600).

Prorrogação da ajuda só se congelar verbas, diz Guedes

O ministro da Economia Paulo Guedes não descartou a volta do auxílio para a população de baixa renda. No entanto, ele atrelou o pagamento de mais parcelas do benefício ao travamento de verbas para a educação, segurança e salários de funcionários públicos.

Guedes reconheceu a possibilidade de volta do auxílio caso a economia sinta o baque por conta da permanência da pandemia do coronavírus por mais tempo e a vacinação em massa não saia como o esperado.

As informações foram repassadas durante evento virtual com investidores internacionais. Também participou do evento o presidente Jair Bolsonaro.

“Não pode ficar gritando guerra toda hora. Nós temos que ter muito cuidado. Quer criar o auxílio emergencial de novo, tem que ter muito cuidado, pensa bastante. Porque se fizer isso não pode ter aumento automático de verbas para educação, para segurança pública, porque a prioridade passou a ser absoluta (para o auxílio)”, disse Guedes.

Na mesma ocasião, o Presidente voltou a sinalizar que o auxílio não será prorrogado. Ele defendeu a manutenção do teto de gastos.


Veja quanto cada beneficiário vai receber


Até R$ 4.800

  • 8.300 pessoas no País receberão a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas do auxílio.
  • A maior parte dos beneficiários vai receber R$ 2.400. As mães, que são chefes de família, vão colocar a mão em R$ 4.800.

Até R$ 2.400

  • 68.100 pessoas terão direito à quarta e à quinta parcelas. Para a maioria, o valor pago será de R$ 1.200. Já as mães chefes de família vão receber 2.400 reais.

Até R$ 1.800

  • 40.900 receberão as três últimas parcelas, ou seja, R$ 900. As chefes de família receberão R$ 1.800.

Até R$ 1.200

  • 78.300 vão receber somente a quinta parcela, ou seja, R$ 600. As mães chefes de família receberão R$ 1.200.

Fonte: Ministério da Cidadania.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados