search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mãe sai para curtir carnaval e deixa menina de 1 ano e 9 meses sozinha por 4 dias

Notícias

Polícia

Mãe sai para curtir carnaval e deixa menina de 1 ano e 9 meses sozinha por 4 dias


2ª Delegacia Regional de Vila Velha (Foto: Antonio Moreira/Arquivo AT 25/07/18)
2ª Delegacia Regional de Vila Velha (Foto: Antonio Moreira/Arquivo AT 25/07/18)

Uma criança de 1 ano e 9 meses foi deixada sozinha, em casa, pela mãe, por aproximadamente quatro dias, em Cidade da Barra, Vila Velha. A suspeita, de 20 anos, teria saído para curtir o Carnaval e abandonado a menina, que é portadora de necessidades especiais e precisa até se alimentar por sonda.

A polícia foi acionada por volta das 14h desta quarta-feira (26) pelos vizinhos. De acordo com a ocorrência, os moradores da rua informaram que há dias a mãe, que tinha sido vista em blocos em Barra do Jucu, não aparecia em casa.

A mulher deixou uma bolsa na casa de uma das vizinhas, onde estava a chave da residência. Assim que os militares entraram, eles se depararam com a criança em uma cama, com a sonda pendurada, e várias formigas em volta do acesso.

O Samu foi acionado, assim como o Conselho Tutelar. Vizinhos contaram que não era a primeira vez que a mãe deixava a criança sozinha em casa.

Já no Hospital Estadual Infantil e Maternidade Alzir Bernardino Alves (Himaba), os médicos constataram que a criança estava em estado grave de desidratação, desnutrição e maus-tratos, com a fralda suja por dias. Ela ficou internada para receber os cuidados necessários.

Agressões

Enquanto uma viatura acompanhava a criança no hospital, outra equipe da PM ficou no local do crime, colhendo informações sobre o paradeiro da mãe. Foi aí que a mulher se apresentou aos agentes, com vários machucados.

Ela relatou aos policiais que tinha sido pega pelos traficantes da região, que souberam do abandono e, por isso, tinham agredido a mulher. Ela estava com um corte na testa e hematomas pelo rosto.

Para os policiais, a mulher negou que tinha saído para cair na folia. Na versão da suspeita, ela saiu para procurar uma casa nova, e pretendia, no futuro, entregar a menina para o Conselho Tutelar.

"Pior ocorrência que já atendi"

Um dos policiais que participou da ocorrência, o cabo Airam, relatou que o caso chocou não só ele como os médicos. "Foi uma das piores ocorrências que já atendi na minha vida. Tenho 10 anos de polícia, fiquei muito emocionado e impactado", declarou o militar.

A suspeita foi encaminhada para a 2ª Delegacia Regional de Vila Velha, onde, até a noite desta quarta, ainda prestava depoimento. Por isso, a assessoria ainda não tinha informado se a mulher tinha sido autuada.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados