search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Mãe e filha atuam juntas na linha de frente contra a Covid em hospital da Serra

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Mãe e filha atuam juntas na linha de frente contra a Covid em hospital da Serra


Mãe e filha estão juntas na linha de frente no Hospital Jayme Santos Neves (Foto: Divulgação Sesa)Mãe e filha estão juntas na linha de frente no Hospital Jayme Santos Neves (Foto: Divulgação Sesa)

O tradicional almoço em família de Dia das Mães e a confraternização com a família não vai acontecer neste domingo (9), na casa de Elisângela Martins dos Santos, de 40 anos, e sua filha Josirlângela dos Santos, de 24 anos. Mãe e filha estarão de plantão no Dia das Mães, ajudando os pacientes internados com a Covid-19

As duas dividem o amor pela profissão como técnicas de enfermagem do Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, na Serra. 

“Trabalhar na enfermagem tem esses percalços, não vamos comemorar juntas o Dia das Mães, mas estaremos juntas fazendo o que mais amamos, cuidando dos nossos pacientes. Aqui tem mãezinhas que também não poderão compartilhar essa data com a família, mas nós seremos a família delas”, contou emocionada Elisângela Martins dos Santos.

O amor pela profissão foi passado de mãe para filha. Elisângela conta que há cinco anos decidiu trocar de profissão, dando início ao curso técnico de enfermagem. Durante o período de formação, ela chegava em casa contanto para filha sobre as matérias estudadas e a paixão pela nova profissão. “Eu tinha tanto orgulho do curso e acho que Josi percebeu isso. Eu contava as matérias que tinha estudado, falava com tanto entusiasmo que eu via os olhos dela brilhando. Como mãe, eu queria que minha filha tivesse uma profissão e vi, no técnico em enfermagem, a oportunidade de encaminhá-la pela vida”, confessou a mãe.

E foi justamente o que aconteceu. Ao finalizar o curso técnico e começar a trabalhar no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, Elisângela custeou os estudos da filha, e hoje as duas atuam na unidade.

“Muito além de mãe e filha, somos amigas e confidentes. O melhor de vivermos juntas essa batalha é termos com quem contar e dividir nossas angustias. Minha mãe entende os meus dias difíceis e eu entendo os dela. Só quem está aqui, na assistência sabe como é difícil. Teve um óbito que me marcou muito, eu quase não consegui mais voltar a trabalhar, minha mãe foi meu amparo”, disse Josirlângela dos Santos Ribeiro.

Para aquelas profissionais que são mães e que nessa data tão especial estarão trabalhando, o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves preparou uma programação com música, distribuição de lembranças e um cardápio diferenciado no refeitório.

“Entendemos que nada disso substitui comemorar essa data em família, mas nossa profissão é também uma missão. Precisamos salvar vidas e isso exige comprometimento e amor ao próximo”, completou a diretora técnica do Hospital Dr. Jayme, a médica e mãe de três filhos, Juliana Tavares.