search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Madonna celebra os 25 anos de “Human Nature” e lançamento de remixes no streaming
Publicidade | Anuncie

Música

Madonna celebra os 25 anos de “Human Nature” e lançamento de remixes no streaming


 (Foto: )
(Foto: )

Ser fã da Madonna é também seguir um calendário cheio de datas comemorativas. Quase toda semana tem algum lançamento fazendo aniversário. No último dia 06 de junho quem assoprou velinhas foi o single “Human Nature”, do disco “Bedtime Stories” (1994). Há exatos 25 anos a canção era eleita como nova música de trabalho da rainha.

A fim de oferecer aos fãs um presente, a equipe da cantora disponibilizou no streaming 9 remixes oficiais. Anteriormente, eles só poderiam ser encontrados em LPs e maxi-singles (formatos que, com a chegada da era digital, não apenas entraram em desuso pela maior parte do público, como também se transformaram em itens raros de colecionador).

Em dias em que ficar em casa é a melhor opção, arraste os móveis e dance. Sem arrependimentos!

Grande sucesso de “Bedtime Stories”, “Human Nature” é considerada uma espécie de “tapa na cara com luva de pelica”. Após ter sofrido duras críticas por parte da mídia conservadora na virada dos anos 1990 ao adotar uma linha de trabalho provocadora, que rendeu entre outros lançamentos o livro “SEX” e o álbum “Erotica”, a artista decidiu devolver as ofensas que sofreu.

Nesta composição, fruto de uma parceria com Dave Hall, ela relata de maneira sarcástica e em meio a uma série de perguntas retóricas como se sentiu diante dos constantes ataques machistas aos quais foi submetida. Além disso, Madonna expurga seus ressentimentos por ter sido privada de expressar a própria arte e acabar censurada, chegando a ser considerada uma artista marginal, por ser corajosa ao falar sobre liberdade sexual.

Também em 1995 o single ganhou um videoclipe, dirigido pelo francês Jean-Baptiste Mondino.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados