search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Luciano Huck e amigos arrecadam R$ 1,5 milhão em doações para comunidades carentes do Rio

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Famosos

Luciano Huck e amigos arrecadam R$ 1,5 milhão em doações para comunidades carentes do Rio


Luciano Huck, 48, Neymar, 28, Thiaguinho, 37, Gabriel Medina, 26, Rafael Zulu, 37 e Bruninho Rezende, 33, formam um grupo de amigos autonomeado Diretoria. Se em tempos normais eles se reúnem para festas e viagens, diante da pandemia do coronavírus fizeram algo diferente: iniciaram na última semana uma campanha para arrecadar fundos e fazer doações à comunidades carentes do Rio de Janeiro, segundo informou a coluna de Fábia Oliveira.

Neste domingo, o apresentador usou suas redes sociais para prestar contas da campanha. "O fundo solidário que levantamos entre nossa família e amigos irá doar mais de R$ 1,5 milhão nos próximos dias. Estamos focados na rede de empreendedores sociais que atuam em favelas e comunidades, os quais conectamos ao longo dos últimos 20 anos rodando o país", disse em post no Instagram.

 (Foto: AGNews)
(Foto: AGNews)

Ao lado da imagem havia também uma mensagem motivacional: "A solidariedade deve ser mais contagiosa que o vírus. Você que pode, faça o mesmo", acompanhada da #exemploarrasta. Celebridades como Sandy, 37, Preta Gil, 45, e Astrid Fontenelle, 58, usaram emojis de aplausos para parabenizar o amigo pela atitude.

A bela iniciativa acontece na mesma semana em que Huck se viu em meio a uma polêmica. Um de seus sócios, Junior Durski, dono da rede de restaurantes Madero, usou a internet para se posicionar na segunda-feira (23) contra o isolamento social recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde). Para o empresário, o Brasil não pode parar porque "5.000 ou 7.000 pessoas vão morrer".

Na terça-feira (24), Huck usou seu Twitter para se manifestar sobre o ocorrido. "Sempre gostei de empreender. Ao longo da vida tive, e tenho, um numero expressivo de sócios, em especial fundadores das empresas nas quais investi. Não seria razoável imaginar que todos pensassem da mesma forma sobre tudo".

O apresentador salientou também que é importante enxergar "o coletivo de forma coerente com o que dizem a ciência e os exemplos do passado, ou é equivocada e desumana".


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados