search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Lobo-guará é salvo após ser atropelado em estrada no Sul do Estado

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Lobo-guará é salvo após ser atropelado em estrada no Sul do Estado


O animal, que ficou famoso após estampar a nova nota de R$ 200,00, foi atropelado por volta de 19h de sábado (Foto: Divulgação)
O animal, que ficou famoso após estampar a nova nota de R$ 200,00, foi atropelado por volta de 19h de sábado (Foto: Divulgação)

Um lobo-guará adulto foi resgatado pela equipe da Secretaria de Meio Ambiente de Presidente Kennedy, no Sul do estado, após ter sido atropelado por um carro em uma estrada na localidade de Leonel II, interior do município.

O acidente ocorreu por volta de 19h de sábado e a equipe da secretaria ficou acompanhando o animal até 10 horas de domingo, quando o bicho, que ficou famoso após estampar a nova nota de R$ 200,00, se recuperou e caminhou sozinho em direção à mata.

O lobo-guará foi matéria especial de A Tribuna. O animal não é endêmico do Estado, mas começou a habitar a região nos últimos anos vindo do cerrado mineiro. Biólogos acreditam que a redução de fragmentos de mata favoreceu a chegada da espécie.

“Foi um morador que encontrou o animal caído na estrada e pediu a ajuda de uma funcionária de nossa secretaria que reside lá na região”, explicou o subsecretário de Meio Ambiente, Luando Carvalho Fernandes.

Segundo ele, a equipe retirou o lobo-guará e levou o animal até um pasto, onde ele recebeu os primeiros atendimentos. “Nós fomos até lá. Não existiam ferimentos aparentes e nem fraturas, mas ele estava tonto, em função da pancada”, explicou.

A equipe se revezou durante a noite, vigiando o animal e mantendo-o coberto para manter a temperatura. Até que pela manhã, ele começou a caminhar. “Nos o acompanhamos à distância por cerca de dois quilômetros, até que ele se refugiou na mata”, disse Luando.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados