search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Lixo eletrônico de Vitória vai ser enviado de volta às fábricas

Notícias

Publicidade | Anuncie

Cidades

Lixo eletrônico de Vitória vai ser enviado de volta às fábricas


Televisores, controle remoto, geladeiras e até fones de ouvido: 80% dos eletroeletrônicos recolhidos pela Prefeitura de Vitória serão devolvidos para as indústrias e reutilizados na produção de novas mercadorias.

O serviço foi viabilizado por um acordo entre a prefeitura e a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree).

“Esse acordo demonstra o compromisso da prefeitura com as gerações futuras, com um recolhimento adequado”, salientou o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini.

Sérgio de Carvalho, presidente da associação de reciclagem de eletroeletrônicos: destinação sustentável para o lixo (Foto: Leone Iglesias/ AT)Sérgio de Carvalho, presidente da associação de reciclagem de eletroeletrônicos: destinação sustentável para o lixo (Foto: Leone Iglesias/ AT)

O primeiro carregamento de materiais, despachado na tarde de ontem, enviou cerca de 10 toneladas de lixo, recolhidos ao longo do ano, para terem uma destinação sustentável.

A ação foi uma iniciativa da prefeitura, em conformidade com o Decreto 10.240 de 2020, do governo federal.

O documento prevê a implementação de um sistema de logística reversa, para materiais de uso doméstico, nos estados, com o objetivo de dar uma destinação sustentável a eles.

“Da região Sudeste, Vitória é o primeiro município a implementar o Ecoponto. Agora, o cidadão vai poder ter a certeza da destinação adequada desses produtos após o fim da sua vida útil”, explica o secretário de Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, André Luiz Felisberto França.

Antes do acordo, parte dos eletroeletrônicos – cerca de 20% – era doada às famílias em vulnerabilidade social e o restante ia para os aterros. Agora, com a inauguração do Ecoponto da Logística Reversa para Eletroeletrônicos, será 100% de destinação sustentável desses materiais.

A afirmação é do secretário da Central de Serviços da Prefeitura de Vitória, Leonardo Amorim. “Com esse serviço, não vai mais nada para o aterro, para que não haja agressão ao meio ambiente”.

De acordo com o presidente da Abree, Sérgio de Carvalho Maurício, após o recolhimento, os produtos são desmontados, as suas partes são desmembradas e destinadas às empresas, conforme o tipo de material descartado.

“Nós temos a cobertura de mais de 1.200 municípios. Queremos ampliar, para facilitar o descarte desses produtos para o consumidor”, destaca.


SAIBA MAIS


Como era feito o descarte?

  • Os eletroeletrônicos eram recolhidos pela Prefeitura de Vitória.
  • Antes do acordo com a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (Abree), cerca de 20% de todo o material que ainda funcionava eram doados para famílias em vulnerabilidade social.
  • Os outros 80% eram descartados em aterros, de forma inapropriada, na cidade de Vitória.

O que muda?

  • O serviço de doação de eletroeletrônicos às famílias em vulnerabilidade social permanece.
  • Foi inaugurado o Ecoponto de Descarte de Eletro e Eletrônicos, localizado na Unidade de Transbordo, em Resistência.
  • O restante do lixo recolhido no Ecoponto será encaminhado para empresas especializadas na distribuição do material para indústriais que os reutilizarão na produção de mercadorias.

O que é logística reversa?

  • Consiste no retorno à linha de produção industrial de materiais que, normalmente, seriam descartados de forma inapropriada.
  • A logística reversa é adotada pela Abree e será executada pela Prefeitura de Vitória.

Decreto Federal

  • A assinatura do acordo entre a prefeitura e a Abree é em conformidade com o Decreto Federal 10.240, de fevereiro de 2020, que estabeleceu normas para a destinação ambientalmente correta do lixo eletrônico.

O que pode ser descartado?

  • Podem ser recolhidos eletrônicos e eletrodomésticos de uso doméstico.
  • De acordo com o decreto do governo federal, podem ser recolhidos: abridores elétricos, adaptadores em geral, antenas digitais, aparador de barba, aparador de grama, ar-condicionado, aparelhos de barbear, de depilar; rádio e televisão, videogames, aparelho para cortar o cabelo, aspiradores.
  • E também: babá eletrônica, batedeiras, celulares, centrífugas, chuveiro elétrico ou eletrônico, faca elétrica, ferro de passar roupa, fogões, liquidificadores, máquina de costura, micro-ondas e coifa com dimensão horizontal de, no máximo, 120 centímetros.
  • E mais: refrigeradores, congeladores, ducha elétrica, DVDs, fone de ouvido, forno elétrico, impressoras e dispositivo eletroeletrônico para armazenagem ou transferência de dados, como pen drive e cartão de memória, entre outras.

Como acionar o serviço?

  • Para acionar o papa-móveis: entre em contato com o setor de Coleta Seletiva da Prefeitura de Vitória, pelo número 156.
  • Em até 15 dias corridos, o setor retornará para os telefones informados, para propor dia e hora para o recolhimento dos objetos.

Doações

Fonte: PMV, Abree, Ministério do Meio Ambiente e pesquisa AT.