search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

“Legado de generosidade, afeto, alegria e amor”

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Entretenimento

“Legado de generosidade, afeto, alegria e amor”


Paulo Gustavo e Thales Bretas (Foto: Arquivo pessoal)Paulo Gustavo e Thales Bretas (Foto: Arquivo pessoal)


Aplausos e homenagens inundam as redes sociais desde a noite da última terça-feira (4). A vida de Paulo Gustavo, vítima da Covid-19 aos 42 anos, vem sendo celebrada por fãs, amigos e parentes inconformados com a partida do artista.

Um dos depoimentos mais emocionantes é daquele que o humorista chamava de “grande amor da minha vida”, o marido Thales Bretas. “Espero poder passar um pouco do seu legado de generosidade, afeto, alegria e amor. Você é um furacão!”, postou ele em seu Instagram na madrugada de ontem.

“Ainda é muito difícil processar tudo o que aconteceu nos últimos dias. Nossa caminhada tinha tudo pra ser longa! Linda como vinha sendo tão feliz! E foi muito! Como fui feliz nesses últimos 7 anos que tive o privilégio de conviver com você! Como eu aprendi, cresci! Você é uma estrela que brilhou muito aqui na Terra, e vai brilhar ainda mais no céu, olhando pela nossa família sempre! Eu te amo tanto... e sempre te amarei, pro resto da minha vida!”, desabafou Bretas. Os dois são pais de Gael e Romeu, de 1 ano e 9 meses, frutos de duas barrigas de aluguel.

No último domingo, Paulo Gustavo chegou a interagir com Bretas na UTI. No entanto, logo depois houve uma piora, e, após 52 dias internado, o artista não resistiu às complicações da doença, morrendo às 21h12 da última terça, no Rio. O corpo dele será cremado hoje em local não divulgado para evitar aglomerações.


“Aplaudam de pé esse grande homem. Gritem bravo!”, escreve Tatá Werneck


A comediante Tatá Werneck se emocionou ao falar do amigo e pediu: “Aplaudam. Aplaudam de pé esse grande homem! Gritem bravo! Façam homenagem a Paulo Gustavo em suas casas. Aplaudam de pé esse grande artista”.

Para ela, o humor salvou Paulo Gustavo. “Aqui está um caos”, disse. “Eu estou sentindo muito medo”. E implorou: “Por favor. Não deixem essa dor ser em vão. Não deixem 400 mil vidas em vão”.

A comoção pela morte do artista não foi só no Brasil. Beyoncé prestou homenagem em seu site com foto dele: “Paulo Gustavo, Descanse em Paz”.

O ator já havia contado ao AT2 que era fã da cantora: “Vou atrás dela onde ela estiver. Fico lá na frente e já apertei a mão dela 5 vezes. Mas vou sempre de boné, gorro. Agora vou passar a ir careca. Aí ela vai me ver e lembrar de mim”.


“Ele inventou uma história linda no hospital”, diz a médica e diretora Susana Garcia


A médica e diretora Susana Garcia, que acompanhou Paulo Gustavo durante sua internação e dirigiu “Minha Mãe É uma Peça 3” , postou nas redes sociais um dos últimos desejos do amigo.

“Você disse que queria transformar todo aquele sofrimento em arte. Você começou a se empolgar, e você é tão genial, que inventou toda uma história linda que se passava no hospital. Tinha humor, amor e generosidade. Como você!”, escreveu.

Também revelou os medos do amigo e falou sobre o quanto ele era especial: “Você, que pouco antes de ser intubado, me disse que estava com medo de não ver seus filhos crescerem, saiba que eles vão crescer vendo a sua história. Você é o maior artista do momento. Você transformou muitos lares brasileiros com Dona Hermínia, tocou em assuntos tabus e, através do seu humor, conseguiu ser político e ajudar a muitas famílias. Você é unanimidade. A maior bilheteria do teatro e do cinema! Foi o maior símbolo da resistência potente da nossa cultura”.

E continuou: “Torço para que a dor de tanta gente vire símbolo de mudança na nossa sociedade. Você vai contribuir para substituir o ódio e o individualismo pela alegria e pelo cuidado do coletivo. Vou seguir assim, com você vivo dentro de mim. Te amo para sempre”.


Pandemia adiou show em Vitória


Paulo Gustavo amava vir a Vitória e teria voltado este ano com a mãe, Déa Lucia.

“O musical 'Filho da Mãe', seu último espetáculo, foi o único não visto pelo público capixaba. Estávamos fechando a apresentação quando veio a pandemia”, conta a CEO da WB Produções Bruna Dornellas.

“Ele estará eternamente em nossas lembranças. Era um prazer trabalhar com o Paulo. Era gratificante, leve e agradável. Ele era muito profissional e generoso”.


Onde ver filmes e série do humorista


  • “Minha Mãe é uma Peça” - Os 3 filmes da saga estão disponíveis no Telecineplay, YouTube Play e Google Play.
  • “Divã” (2009) - Na Netflix.
  • “Os homens São de Marte e É pra Lá que Eu Vou” (2014) - Telecineplay e Globoplay.
  • “Minha Vida em Marte” (2018) - Telecineplay e Globoplay.
  • “Além da ilha” (2018), “A vila” e “220 volts” (2011) - Globoplay.
  • “Paulo Gustavo na Estrada” (2013) - Série documental sobre turnê do humorista. Globoplay, Now e Vivo Play.

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

Matérias exclusivas, infográficos, colunas especiais e muito mais, produzido especialmente pra quem é assinante.

Apenas R$ 9,90/mês
Assinar agora
esqueceu a senha?