search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Lavrador é morto com golpes de machado dentro de casa na Serra

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Lavrador é morto com golpes de machado dentro de casa na Serra


Elecio foi morto durante a madrugada (Foto: Reprodução )
Elecio foi morto durante a madrugada (Foto: Reprodução )
Um lavrador, de 63 anos, foi morto com golpes de machado na Serra. O crime aconteceu por volta de 2 horas, deste sábado (21), na casa da vítima, que fica no bairro Cidade Nova da Serra, zona rural do município. A vítima foi identificada como Elecio Felecia.

De acordo com testemunhas, o crime foi cometido por dois suspeitos que invadiram a residência do lavrador. Os criminosos quebraram duas portas para invadir o imóvel, onde estavam além da vítima, a esposa dele, de 69 anos, e o neto dela, 8 anos.

Segundo as testemunhas, o lavrador chegou a gritar para a esposa pular a janela da casa e salvar a criança. Nesse momento, Elecio entrou em luta corporal com os criminosos. A companheira do lavrador e o neto pularam a janela e se esconderam no mato.

Cerca de duas horas depois, a mulher do lavrador voltou para casa e encontrou o marido morto com golpes de machado. Ao se deparar com o corpo do lavrador no chão, a dona de casa correu desesperada para a casa de um vizinho com o neto, que estava em estado de choque, e o vizinho acionou a Polícia Militar.

Familiares do casal informaram que a idosa passou mal e precisou ser encaminhada para um hospital do município. A criança também precisou ser atendida por médicos.

Manchas de sangue ficaram espalhadas pelos cômodos da residência e até em trechos da rua. A hipótese é de que durante a luta corporal, o lavrador pode ter ferido um dos suspeitos.

Familiar da vítima disse que lavrador não relatou ter sofrido ameaças (Foto: Kananda Natielly)
Familiar da vítima disse que lavrador não relatou ter sofrido ameaças (Foto: Kananda Natielly)
Um caseiro, de 39 anos, familiar do casal, informou que Elecio era uma pessoa boa e nunca falou em ameaças.

“Não tinha desavença com ninguém, uma pessoa do bem. A gente não sabe o porquê. Eu estava na minha casa dormindo, quando me avisaram que tinham matado o meu sogro”, disse ele.

De acordo com ele, os criminosos fugiram sem levar nada. O caso será investigado pela Polícia Civil. O corpo do lavrador foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML), em Vitória.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados