search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Justiça mantém júri popular de ex-pastor acusado matar filho e enteado

Notícias

Publicidade | Anuncie

Polícia

Justiça mantém júri popular de ex-pastor acusado matar filho e enteado


Justiça mantém júri popular de ex-pastor  acusado matar  filho e enteado (Foto: Thiago Coutinho/AT)Justiça mantém júri popular de ex-pastor acusado matar filho e enteado (Foto: Thiago Coutinho/AT)

O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) decidiu por unanimidade nesta quarta-feira (23) em manter a decisão de levar a júri popular Georgeval Alves Gonçalves, acusado de abusar sexualmente e assassinar os irmãos Kauã, 6 anos, e Joaquim, 3, em um incêndio criminoso em Linhares, Norte do Espírito Santo.

O crime ocorreu em abril de 2018 e chocou todo país. As vítimas eram o enteado e o filho do ex-pastor.

Segundo o advogado de acusação, Síderson Vitorino, a defesa de Georgeval havia recorrido da decisão para que o ex-pastor não fosse a júri popular. A defesa de Juliana, mãe de Joaquim e Kauã , também recorreu, mas a apelação ainda será analisada.

“Quanto ao Georgeval, por unanimidade de votos, o Tribunal de Justiça manteve a decisão de pronuncia que o leva ao Júri popular. Quanto à apelação de Juliana, a desembargadora pediu o retorno dos autos ao gabinete para analisar a fala da Dra. Lharyssa - Assistente de acusação junto comigo neste processo.”, explicou.
 

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.