search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Juliette supera Neymar e é a brasileira com mais engajamento no Instagram no país

Entretenimento

Publicidade | Anuncie

Famosos

Juliette supera Neymar e é a brasileira com mais engajamento no Instagram no país


Juliette (Foto: Reprodução/ Instagram)Juliette (Foto: Reprodução/ Instagram)

Pouco mais de um mês após vencer o BBB 21, Juliette Freire segue crescendo nas redes sociais. O perfil dela no Instagram é o quarto com mais engajamento no Brasil, superior ao do jogador Neymar, e das cantoras Billie Eilish, Taylor Swift e Beyoncé.

Os dados são da plataforma Hype Auditor. A advogada e maquiadora só fica atrás no engajamento no país de Ariana Grande, Kylie Jenner e Cristiano Ronaldo. Engajamento é a forma de medir as interações de uma conta nas redes sociais, ou seja, o número de curtidas e comentários que as publicações no perfil conseguem gerar.

Em número de seguidores, Juliette tem 30,5 milhões de fãs, e ainda segue atrás de Neymar, que soma 151 milhões de seguidores.
Além dela e do atacante, a influenciadora Virgínia Fonseca, o humorista Whindersson Nunes e a cantora Anitta são os outros perfis brasileiros que aparecem nas 20 primeiras posições do ranking de engajamento em 9º, 14º e 16º lugares, respectivamente.

No final de maio, Juliette ultrapassou Sabrina Sato e se tornou a ex-BBB mais seguida da história do reality no Instagram. Fenômeno nas redes sociais, a paraibana entrou no reality com menos de 4.000 seguidores. Ao longo do programa, ela ganhou mais de 23 milhões de fãs e segue crescendo após o fim do programa no dia 4 de maio.

Em entrevista recente, ela afirmou que tem enfrentado crises de ansiedade e que a fama repentina a fez procurar por acompanhamento psicológico duas vezes por semana.

"Comecei a ter problema de ansiedade no início da pandemia, mas não era algo patológico, a se tratar. Agora, está muito intenso, chego a me tremer toda. Tenho medo de tudo", afirmou a maquiadora em entrevista ao jornal Extra.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.