search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Itapemirim deve começar a distribuir kit cloroquina nesta quarta

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Itapemirim deve começar a distribuir kit cloroquina nesta quarta


A Prefeitura de Itapemirim anunciou que pretende disponibilizar nesta quarta-feira (1º) o kit de medicamentos de combate ao coronavírus, composto de azitromicina, zinco, ivermectina e hidroxicloroquina.

A distribuição dos kits de medicamento será feita nas duas unidades Sentinela criadas no município para atender pessoas com sintomas da doença, na Vila, que é o centro de Itapemirim, e no balneário de Itaipava.

Em entrevista no início de junho, o prefeito de Itapemirim, Thiago Peçanha, anunciou que pretendia disponibilizar os medicamentos até o dia 23 de junho, porém a prefeitura explicou que houve atraso em função dos trâmites burocráticos para a licitação.

 A distribuição dos kits de medicamento será feita nas duas unidades Sentinela localizadas no município. (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)
A distribuição dos kits de medicamento será feita nas duas unidades Sentinela localizadas no município. (Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil)

Em nota, a prefeitura esclareceu que a administração optou por fazer licitação dos medicamentos, por ser mais seguro, coeso e transparente, porém na abertura da disputa, que ocorreu no dia 25, só conseguiu adquirir dois dos quatro medicamentos que compõem o kit.

“Devido a necessidade de aquisição, após a licitação decidimos efetuar a compra dos outros dois medicamentos por meio de dispensa. Inclusive conseguimos uma cotação de preço no valor menor do foi esperávamos na licitação”, disse a prefeitura, em nota.

O município afirmou que buscou uma empresa que garantisse entrega rápida dos medicamentos e, como isso, é possível afirmar que a entrega dos medicamentos será iniciada na quarta.

Na nota, a prefeitura lembra que o paciente tem a escolha de fazer ou não uso dos medicamentos e que, caso queira receber, assinará um termo de responsabilidade e autorização.

Além da aquisição dos kits, a prefeitura afirmou também que adquiriu, por meio de licitação, os testes rápidos que vai permitir testar entre 2 a 3 mil pessoas.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados