search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Irritado, Mancini aponta mudanças no Corinthians: "Não vou assistir passivamente"

Esportes

Publicidade | Anuncie

Esportes

Irritado, Mancini aponta mudanças no Corinthians: "Não vou assistir passivamente"


O técnico Vagner Mancini não escondeu sua irritação após a derrota do Corinthians para o América-MG por 1 a 0, na Neo Química Arena, em duelo válido pelo primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. O treinador prometeu que buscará soluções para acabar com a apatia da equipe, mesmo que isso possa causar incômodo em alguns atletas.

"O Corinthians precisa melhorar rapidamente em alguns quesitos, e eu vou em busca das soluções. Seja de forma agradável ou não, não vou ficar assistindo passivamente uma equipe que não dá um chute ao gol", disse o treinador corintiano, que perdeu os dois jogos que fez pelo Corinthians como mandante na arena. A outra derrota foi a goleada do Flamengo por 5 a 1, no Brasileirão.

Mancini continuou as cobranças após a derrota. Segundo o treinador, alguns jogadores estão sentindo a pressão, mesmo sem a presença de torcida no estádio. "Vi jogadores sem confiança para jogar e não vi uma única pessoa no estádio. Não estou entendendo a relação desta falta de confiança sem ter cobrança na arquibancada. A bola não pode queimar no pé do jogador sem ter ninguém no estádio. Se tivesse 50 mil torcedores gritando e pressionando, eu entenderia. Essa mudança de postura que tem de acontecer e vai acontecer", garantiu.

América venceu o Corinthians por 1 a 0 (Foto: Reprodução/ SporTV)
América venceu o Corinthians por 1 a 0 (Foto: Reprodução/ SporTV)

Em relação ao gol do América-MG, Mancini destacou os méritos do time mineiro, mas novamente criticou sua equipe pela falta de competitividade. "O América-MG acertou na estratégia, veio jogar de uma forma reativa, tentou jogar bem compacto. A bola foi batida pelo Cássio onde tínhamos quatro jogadores no setor. Não brigamos pela bola e não corremos atrás do Neto Berola até que ele entrasse na área e achasse o passe. Foi um lance de indecisão e não podemos ter indecisão. Estamos no Corinthians".

Apesar das críticas e da irritação, o treinador corintiano deixou claro que o confronto ainda está aberto. O jogo da volta está marcado para a próxima quarta-feira, dia 4 de novembro, em Belo Horizonte. O Corinthians precisa vencer por dois gols de diferença para se classificar. Se a vitória for por um gol, a disputa será nos pênaltis.

"É uma situação muito mais difícil perder o jogo em casa, mas o Corinthians tem totais condições de jogar lá no Independência e vencer o América-MG. Tive duas vitórias fora e isso nos dá a confiança de ir lá e vencer. O Corinthians tem capacidade de vencer o América-MG em qualquer lugar", comentou. A equipe alvinegra volta a campo no sábado, para enfrentar o Internacional, novamente na Neo Química Arena, pelo Campeonato Brasileiro.

Entrar no grupo do WhatsApp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna Online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp.


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados