search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Inverno será mais rigoroso este ano no Estado, diz Incaper

Notícias

Publicidade | Anuncie

Coronavírus

Inverno será mais rigoroso este ano no Estado, diz Incaper


Com roupas de frio, moradores  observam a baía de Vitória (Foto: Thiago Coutinho/AT)
Com roupas de frio, moradores observam a baía de Vitória (Foto: Thiago Coutinho/AT)

O mês de junho começou com céu aberto e sol no Estado. No entanto, a tendência é que as temperaturas fiquem baixas nas regiões capixabas, como aconteceu na última semana em que recordes de frio foram quebrados no Espírito Santo.

Segundo o coordenador de meteorologista do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Hugo Ramos, a tendência é de que o inverno deste ano seja mais rigoroso do nos últimos anos. No hemisfério sul, o inverno começa no dia 20 de junho, às 18h43.

O meteorologista explica que essa estação traz dias mais curtos e noites mais longas, além da queda da temperatura e do volume de chuvas. Em regiões, como a Serrana, os termômetros devem ficar entre 10°C e 23°C. No Norte e no Sul, a temperatura deve variar entre 16°C e 28°C.

“Para esse mês de junho, o que a gente pode falar é que vai seguir para esse panorama com a presença do inverno. Avanços de novas frentes frias e isso pode contribuir para eventos de friagem. Pode ser que essa temperatura de 3°C, que tivemos na semana passada, se repita na região Serrana até mais frequente”, explicou ele.

Na Grande Vitória, a temperatura pode oscilar entre 20°C e 27°C, como mostra o histórico recente da estação. “Com esse tipo de situação, é favorável a ocorrência de geadas e nevoeiros na região Serrana. Na Grande Vitória, podemos ter alguns dias que amanheçam com neblina fraca, mas que pode interferir na visibilidade”, informou Ramos.

Pela queda de temperatura que ocorreu nos últimos dias, o meteorologista adverte que esse inverno tem a tendência de ser mais rigoroso do que nos últimos anos.

“Vai ter aquele estilo que o capixaba gosta. No entanto, a gente está em uma situação atípica e vamos ter que ficar mais tempo em casa. Por isso, a gente reforça a orientação de ficar em casa. É uma época de festas juninas, festivais de inverno, época turística. Este ano, a situação vai ser um pouco mais diferente”, lembrou ele, citando as recomendações das organizações de saúde por conta da pandemia do novo coronavírus.

O mês de junho também será de menos chuva do que nos meses anteriores, com períodos longos de chuva, mas com pouco volume de água. “Expectativa de chuvas de 60 a 90mm na região Serrana. No Norte, chove de 30 a 60mm”, contou.
 


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados