X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Yellen diz que a relação EUA-China está 'mais estável', mas que ainda há espaço para melhora


A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, reuniu-se neste domingo, 7, com o primeiro-ministro chinês Li Qiang em Pequim e transmitiu uma mensagem de cooperação mútua, apesar das diferenças entre as duas nações.

A prioridade de Yellen durante sua visita à China foram as práticas comerciais que colocam as empresas e os trabalhadores dos EUA em desvantagem competitiva.

"Embora ainda tenhamos coisas a fazer, acho que no último ano colocamos nosso relacionamento bilateral em uma base mais estável", disse ela a Li no ornamentado Fujian Hall do edifício Great Hall of the People, a oeste da Praça Tiananmen.

"Isso não significa ignorar nossas diferenças ou evitar conversas difíceis", disse Yellen. "Significou entender que só podemos progredir se nos comunicarmos direta e abertamente uns com os outros."

Li disse que o interesse da mídia dos EUA na visita de Yellen "mostra a expectativa que eles têm (...) e também a expectativa e a esperança de desenvolver" o relacionamento entre os dois países.

A reunião ocorreu depois que Washington e Pequim concordaram, no sábado, em realizar "intercâmbios intensivos" sobre um crescimento econômico mais equilibrado, de acordo com um comunicado dos EUA divulgado depois que Yellen e o vice-presidente chinês He Lifeng realizaram longas reuniões de dois dias na cidade de Guangzhou, no sul do país.

Eles também concordaram em iniciar contatos para combater a lavagem de dinheiro. Inicialmente, não estava claro quando e onde essas conversas começariam.

"Como as duas maiores economias do mundo, temos o dever para com nossos próprios países e para com o mundo de gerenciar de forma responsável nosso complexo relacionamento e de cooperar e demonstrar liderança na abordagem de desafios globais urgentes", disse Yellen.

Ela também estava programada para se reunir no domingo com o prefeito de Pequim, Yin Yong, e com estudantes e professores da Universidade de Pequim.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: