Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Vinte pessoas morrem após uso de droga adulterada na Argentina

Vítimas teriam sofrido violentas convulsões e súbitos ataques cardíacos

Jornal A Tribuna | 03/02/2022 08:06 h | Atualizado em 03/02/2022, 10:43

Imagem ilustrativa da imagem Vinte pessoas morrem após uso de droga adulterada na Argentina
 

O Ministério da Segurança da Província de Buenos Aires informou, nesta quarta-feira (2), que há pelo menos 20 mortos e 74 hospitalizados por consumir uma substância comercializada como cocaína “altamente tóxica” nos subúrbios de Buenos Aires, na Argentina.

Segundo o jornal Clarín, investigadores acreditam que possa se tratar de cocaína contaminada com veneno de rato e apuram se o caso tem relação com uma guerra entre grupos narcotraficantes rivais.

A substância ilícita está em circulação por bairros mais periféricos da capital argentina e por cidades vizinhas. Já foram registradas internações em Hurlingham, Tres de Febrero, San Martín e Ituzaingó.

Agentes invadiram um ponto conhecido de distribuição de droga na região de Tres de Febrero conhecido como “Puerta 8” e detiveram 12 suspeitos. Junto com eles foram encontradas embalagens de droga semelhantes àquelas entregues pelas famílias das vítimas.

O ministro da Segurança de Buenos Aires, Sergio Berni, alertou aqueles que compraram drogas nas últimas 24 horas que “devem descartá-las”.

“Estamos tentando localizar a substância tóxica para tirá-la de circulação. Eles têm que descartar o que compraram”, alertou o ministro em diálogo no canal Telefé, segundo a agência Télam.

De acordo com a Agência Brasil, as vítimas, incluindo vários homens na faixa de 30 a 40 anos, teriam sofrido violentas convulsões e súbitos ataques cardíacos, de acordo com relatórios médicos citados por vários meios de comunicação social. "Há um componente importante que ataca o sistema nervoso central", disse Berni.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS