X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Sons de batidas são ouvidos durante busca por submarino desaparecido

Cinco pessoas que ingressaram a bordo estão desaparecidas


Equipes de resgate detectaram ruídos subaquáticos durante as buscas pelo submersível turístico que desapareceu com cinco pessoas a bordo em uma viagem para explorar os destroços do Titanic, na costa sudeste do Canadá, disse nesta quarta-feira (21) a Guarda Costeira dos Estados Unidos.

Veículos operados remotamente foram realocados para explorar a origem dos ruídos, que ainda não foi esclarecida. A Guarda Costeira não detalhou a extensão dos sons ou como eles foram captados.

Empresa dona de submarino desaparecido foi alertada sobre potencial 'catástrofe'

O submersível que transportava turistas ao naufrágio do Titanic desapareceu no oceano Atlântico no domingo (18). Autoridades canadenses e dos EUA fazem uma corrida para localizar o veículo, que na manhã desta quarta teria cerca de 25 horas de oxigênio, segundo estimativas.

Imagem ilustrativa da imagem Sons de batidas são ouvidos durante busca por submarino desaparecido

Os ruídos foram primeiro captados por um avião canadense P-3. Os sons semelhantes a batidas eram detectados a cada 30 minutos. Quatro horas depois, outro sonar foi ativado, e o barulho ainda era ouvido. Um objeto retangular branco na água também teria sido localizado, segundo a rede CNN.

Submarino que desapareceu tem só um botão e é dirigido por controle de videogame

O submersível Titan é operado pela empresa OceanGate Expeditions, cuja proposta divulgada em seu site é aumentar o acesso do público ao oceano profundo. O CEO da empresa, Stockton Rush, disse à emissora americana CBS que o veículo não exige muita habilidade para condução. "É como se fosse um elevador."

A empresa responsável pelo submersível foi alertada sobre a insegurança do veículo, mas discordou das avaliações. Por se tratar de uma inovação, justificou a companhia, o empreendimento não atenderia aos padrões atuais de certificação.

O presidente da OceanGate, Stockton Rush, está entre os turistas a bordo do veículo desaparecido. A viagem era a quinta missão da "Expedição Titanic" em 2023 —uma tentativa de aumentar o acesso do público ao oceano profundo, de acordo com o site da companhia.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: