X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Shows de Taylor Swift provocam atividade sísmica em Lisboa

Abalo foi mais sentido no sábado passado, durante a performance da música "Shake it Off"


Imagem ilustrativa da imagem Shows de Taylor Swift provocam atividade sísmica em Lisboa
Taylor se apresentou no Estádio da Luz, em Portugal, no último fim de semana |  Foto: Pedro Gomes

Os shows de Taylor Swift provocaram atividade sísmica em Lisboa, em Portugal, na última sexta-feira (24) e no sábado (25).

Investigadores e estações informaram à imprensa de Portugal que a capital portuguesa registrou tremores. A sismóloga e professora na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FCUL), Susana Custódio, disse ao jornal Público que a atividade foi sentida em boa parte da cidade, como em uma estação que fica a cerca de seis quilômetros do Estádio da Luz, onde Taylor realizou os dois shows.

Segundo a publicação portuguesa, o abalo foi mais sentido no sábado passado (25). Durante a performance de "Shake it Off", houve o registro de magnitude de 0,82 na escala de Richter. Em outras músicas da cantora, os especialistas também registraram tremores.

Confira a lista das demais músicas que causaram abalo. "You Belong With Me" atingiu 0,80, em "Love Story" teve a marcação de 0,72 e, por fim, em "We Are Never Ever Getting Back Together", com 0,61. O jornal Expresso informou que nove estações sísmicas de Lisboa registraram alterações.

Cantora já provocou abalos em outras cidades. Não é a primeira vez que uma apresentação da artista gera atividade sísmica. No ano passado, abalos semelhantes a um terremoto de magnitude 2,3 foram registrados em Seattle, nos Estados Unidos.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: