X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Parapeito cede e estudantes morrem após caírem do 4º andar em universidade

| 02/03/2021 19:48 h | Atualizado em 02/03/2021, 20:20

Imagem ilustrativa da imagem Parapeito cede e estudantes morrem após caírem do 4º andar em universidade

Pelo menos sete estudantes, com idades entre 21 e 23 anos, morreram nesta terça-feira (2) ao caírem do quarto andar depois que uma parapeito se quebrou na Universidade Pública de El Alto (Upea), na Bolívia.

As informações foram divulgadas pela polícia da cidade de El Alto, que é vizinha à capital La Paz, e confirmadas pelo governo boliviano pelas redes sociais.

Os jovens estavam participando de uma assembleia extraordinária, que foi convocada pelo Centro Estudantil. A reunião levou a protestos e empurra-empurra que fizeram com que a proteção cedesse.

Imagens que circulam nas redes sociais mostram que os estudantes despencaram quando um guarda-corpo se rompeu no momento em que uma massa de pessoas se aglomerava num andar alto do prédio.

Os vídeos mostram os jovens caindo e, em seguida, alguns deles estirados no andar térreo, já sem se mover. Segundo a imprensa local, inicialmente três jovens haviam morrido, mas depois pelo menos outros quatro acabaram não resistindo aos ferimentos.

O ministro do Governo da Bolívia, Carlos Eduardo del Castillo del Carpio, ordenou ao Comandante da Polícia, Jhonny Aguilera, que fosse ao centro educacional para que fosse feito um relatório da situação.

"Lamentamos a tragédia ocorrida na Universidade Pública #ElAlto (UPEA), onde ocorreram várias mortes e feridos. Nossas mais sinceras condolências ao povo de El Alto e às famílias enlutadas. Aguardamos o pronto esclarecimento dos fatos ”, postou o presidente boliviano Luis Arce em seu perfil no Twitter.


Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS