X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Líderes do G7 debatem combate ao tráfico e imigração em segundo dia de Cúpula na Itália


Líderes do G7 abordaram questões de migração nesta sexta-feira, que marca o segundo dia da cúpula dos países que acontece na Itália. Foram debatidas maneiras de combater o tráfico e aumentar os investimentos em países de origem dos imigrantes.

O tema atinge de maneira especial a Itália, nação anfitriã do encontro, pois está em uma das principais rotas de entrada para a União Europeia para refugiados de guerras e pobreza na África, Oriente Médio e Ásia.

Apenas em 2024, mais de 22.000 pessoas chegaram ao país por mar, de acordo com dados da UNHCR. Em 2023, o total foi de 157.000.

Giorgia Meloni, primeira-ministra italiana de partido conservador, tem uma postura rígida sobre o assunto e tem se empenhado em investimentos para reduzir a pressão migratória sobre a Europa.

No discurso de abertura, Meloni abordou sobre o tema. No entanto, ela possui um acordo polêmico com a Albânia, para que o país dos Balcãs abrigue solicitantes enquanto a Itália processa as reivindicações, e liderou o "Plano Mattei" para a África, que desencorajava a migração para a Europa.

Além da migração, as nações participantes do G7 devem discutir sobre o apoio financeiro à Ucrânia, a guerra em Gaza, inteligência artificial, mudanças climáticas, a política industrial da China e a segurança econômica. Fonte: Associated Press

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: