Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Itamaraty expressa "grave preocupação" com invasão da Ucrânia pela Rússia

O Ministério de Relações Exteriores também se manifestou

Agência Folhapress | 24/02/2022 11:33 h | Atualizado em 24/02/2022, 11:35

Palácio do Itamaraty na Esplanada dos Ministérios |
Palácio do Itamaraty na Esplanada dos Ministérios | |  Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
 

O Itamaraty divulgou nota nesta quinta-feira (24) em que afirma acompanhar "com grave preocupação a deflagração de operações militares" pela Rússia contra "alvos no território da Ucrânia".

"O Brasil apela à suspensão imediata das hostilidades e ao início de negociações conducentes a uma solução diplomática para a questão, com base nos Acordos de Minsk e que leve em conta os legítimos interesses de segurança de todas as partes envolvidas e a proteção da população civil", declarou a chancelaria brasileira.

Em linha com manifestações anteriores do governo brasileiro sobre o tema, o Itamaraty evita críticas diretas à Rússia ou ao presidente Vladimir Putin pelas agressões contra o território ucraniano.

O Ministério de Relações Exteriores também afirma no comunicado que, como membro do Conselho de Segurança da ONU, o Brasil "permanece engajado nas discussões multilaterais com vistas a uma solução pacífica, em linha com a tradição diplomática brasileira e na defesa de soluções orientadas pela Carta das Nações Unidas e pelo direito internacional, sobretudo os princípios da não intervenção, da soberania e integridade territorial dos Estados e da solução pacífica das controvérsias".

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS