X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Itália vive crise e até renúncia de premier

Primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, anunciou ontem que irá entregar o pedido de renúncia do cargo ao presidente, segundo uma nota divulgada.

Roma | 15/07/2022 16:45 h

Draghi  teve pedido negado
Draghi teve pedido negado |  Foto: Markus Schreiber/AP
 

O primeiro-ministro da Itália, Mario Draghi, anunciou ontem que irá entregar o pedido de renúncia do cargo ao presidente, segundo uma nota divulgada pelo seu gabinete.

O presidente Sergio Mattarella, no entanto, rejeitou o pedido de renúncia de Draghi. Mattarella pediu para que Draghi converse com o Parlamento sobre a situação política.

As tensões políticas na Itália aumentaram recentemente: o Movimento 5 Estrelas (M5E), que faz parte da base aliada, boicotou uma votação de moção de desconfiança no governo. O governo venceu no voto, mas o boicote, aparentemente, deixou Draghi contrariado.

O premier disse nesta semana que seu governo não poderia continuar sem o apoio do M5E e descartou liderar uma coalizão com composição diferente.

Giuseppe Conte, ex-chefe de governo e atual líder do M5E, anunciou que os senadores de seu partido não iriam comparecer ao voto de confiança, produzindo uma crise de governo ao perder a maioria para governar.

A recusa de Conte se deve ao fato de que o decreto-lei proposto por Draghi, com medidas para ajudar famílias e empresas contra a inflação, contém um projeto para construir um incinerador de lixo para Roma, ao qual os antissistemas se opõem por considerá-lo caro, poluente, ineficiente e ultrapassado como tecnologia.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS