X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

França pressiona China em relação a comércio e Ucrânia antes de visita de Xi Jinping


O ministro de Relações Exteriores francês, Stéphane Séjourné, pressionou a China em relação a questões comerciais e à guerra na Ucrânia nesta segunda-feira, antes de uma viagem programada do presidente chinês, Xi Jinping, à França ainda durante a primavera europeia.

Em encontro com o chanceler chinês, Wang Yi, em Pequim, Séjourné ecoou amplamente posições que vêm sendo manifestadas por líderes europeus, incluindo do primeiro-ministro da Holanda, Mark Rutte, que visitou a capital chinesa na semana passada.

"O reequilíbrio de nossa parceria econômica é uma prioridade, assim como é para nossos parceiros europeus", disse Séjourné, em coletiva de imprensa conjunta com Wang. "A União Europeia é um mercado muito aberto, o mais aberto do mundo. Mas os atuais déficits com um determinado número de países, incluindo a China, não são sustentáveis para nós", acrescentou.

Sobre a guerra na Ucrânia, Séjourné disse que a França tem a expectativa de que a China "transmita mensagens claras" à Rússia.

No que diz respeito ao conflito, porém, os chineses têm posição diferente das da Europa e dos EUA, que apoiam a Ucrânia.

Séjourné disse ainda que a França está determinada a manter um diálogo próximo com a China de forma a contribuir no sentido de garantir uma situação de paz duradoura na Ucrânia. Fonte: Associated Press.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: