X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Família confirma morte de filha de brasileiros que estava desaparecida em Israel

Celeste Fishbein, de 18 anos, era babá e trabalhava em um kibutz quando se separou dos familiares após início dos bombardeios


Imagem ilustrativa da imagem Família confirma morte de filha de brasileiros que estava desaparecida em Israel
A jovem de 18 anos está desaparecida desde a invasão do Hamas em Israel |  Foto: Reprodução/Redes Sociais

A israelense Celeste Fishbein, 18, filha de brasileira que contava na lista de sequestrados por terroristas do grupo Hamas, foi encontrada morta, disseram autoridades de Israel. A informação foi confirmada nesta terça-feira (17) pela tia da jovem, Flora Rosenbaum.

Celeste vivia no kibutz de Be’eri, ao sul do país, onde trabalhava cuidando de crianças. Ela e o namorado foram vistos pela última vez no local. Segundo informações do jornal The Times of Israel, o kibutz foi invadido pelo Hamas e atingido severamente, com estrutura reduzida a escombros, e os residentes, assassinados ou sequestrados.

"No começo, pensamos que a Celeste pudesse estar dentro de um esconderijo. Muitas pessoas ficaram dentro dos bunkers esperando serem resgatadas. Mas então soubemos que ela estava na lista dos sequestrados. No caso dela, não acharam nenhum DNA, dela ou do namorado, no kibutz", disse no domingo (15) Rinat Balazs, prima de terceiro grau de Tchelet.

A mãe de Rinat, Flora Rosenbaum, chegou a gravar um vídeo pedindo ajuda para que Celeste fosse localizada. Segundo conta na filmagem, ela foi ferida há 12 anos por um foguete atirado de Gaza e ainda tem estilhaços do projétil no corpo.

"Ela já tinha esse trauma anterior, já fazia tratamento. Imagina como não está agora... Eu imploro que alguém interceda por ela. A gente não sabe mais a quem recorrer", disse Flora na gravação.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: