X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

FAA diz que futuros projetos da United Airlines podem ser adiados por maior supervisão


Reguladores de segurança aérea dos Estados Unidos estão intensificando a fiscalização sobre a United Airlines, após uma série de problemas de segurança nas últimas semanas. Oficiais da Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) informaram neste sábado que a agência aumentará o controle e que alguns projetos futuros da empresa podem ser adiados com base em suas descobertas. A United enfrenta possíveis restrições em novas rotas e no uso de novos aviões, segundo fontes familiarizadas com o assunto.

A FAA revisará processos, manuais e instalações da United nas próximas semanas, escreveu Sasha Johnson, vice-presidente de segurança corporativa da United, em um memorando que o The Wall Street Journal teve acesso. O regulador terá uma presença mais perceptível nas operações da companhia com o início dos trabalhos e deve interromper "uma variedade de atividades de certificação", disse Johnson. No começo da semana, o CEO da United, Scott Kirby, entrou em contato com os clientes para assegurar que os contratempos, embora não relacionados, estão recebendo a devida atenção.

Os problemas da United - que no ano passado se tornou a maior companhia aérea dos EUA em termos de tráfego - surgiram em meio à crescente preocupação com a segurança da aviação no país. A FAA reforçou a supervisão sobre a Boeing e seus processos de fabricação após um plugue de porta explodir de um avião 737 MAX em janeiro. Além disso, na semana passada, um dos jatos Boeing 737, com mais de 25 anos, foi encontrado sem uma parte após pousar no Estado de Oregon. Outro avião da companhia perdeu uma roda enquanto decolava de São Francisco, em 7 de março. No dia seguinte, no Texas, outra aeronave deslizou para fora da pista enquanto fazia uma curva.

Fonte: Dow Jones Newswires

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: