X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Em discurso na Alemanha, Macron apela por Europa forte e soberana, visando Rússia


O presidente francês, Emmanuel Macron, apelou a uma Europa forte e soberana como garantia da paz, da prosperidade e da democracia. Em discurso na cidade alemã de Dresden, o líder afirmou que a guerra voltou à Europa após a agressão da Ucrânia pela Rússia, e que isso ameaça a paz no continente.

"A paz não será a capitulação da Ucrânia, mas o que a Ucrânia decidir por si mesma", afirmou. "Defenderemos a Ucrânia enquanto for necessário e com a intensidade necessária", acrescentou.

"A Rússia atacou a Ucrânia e poderá, teoricamente, estar aqui amanhã ou depois de amanhã", disse, sublinhando que o desafio a se enfrentar nos próximos anos é "o que deveria ser a segurança europeia". "Já nos próximos meses precisamos definir quais são os riscos e perigos. E de onde eles vêm: da Rússia, do Irã, da China?", questionou.

Macron fez a primeira viagem de um presidente francês a Dresden, cidade símbolo da devastação durante a Segunda Guerra, e posteriormente da reunificação alemã. Ao seu lado, estava o presidente do país, Frank-Walter Steinmeier.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: