X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Chuvas torrenciais deixam pelo menos 2 mil mortos na Líbia, diz governo

Ainda de acordo com o porta-voz, a estimativa é de que o número de desaparecidos é entre cinco e seis mil pessoas


Imagem ilustrativa da imagem Chuvas torrenciais deixam pelo menos 2 mil mortos na Líbia, diz governo
A tempestade Daniel atingiu as regiões de Benghazi, Sousse, Al Bayda, Al-Marj e Derna, uma cidade no Mediterrâneo a cerca de 250 quilômetros a leste de Benghazi |  Foto: Reprodução

As fortes chuvas que atingiram a Líbia no último final de semana deixaram pelo menos 2.000 mortos, segundo estimativa divulgada pelo governo de Osama Hamad, nesta segunda-feira (11).

Mais cedo, o chefe de grupo de ajuda humanitária do Crescimento Vermelho divulgou que os mortos em decorrência das chuvas seria de 150 e poderia chegar a 250. Agora, o chefe do governo oriental disse que o total de vítimas fatais seria de 2.000 pessoas.

As informações divulgadas pelos órgãos de governo da Líbia são imprecisas porque, desde 2011, o país está dividido politicamente entre leste e oeste —o líder do leste não é reconhecido pela comunidade internacional.

A situação é mais crítica na cidade portuária de Derna, que foi tomada pelas águas, após duas barragens colapsarem, liberando mais de 33 milhões de litros cúbicos de água, gerando enormes inundações, o que deixou várias áreas submersas.

Segundo Ahmed Mismari, porta-voz do Exército Nacional da Líbia, que controle o leste do país, a tragédia ocorreu após as barragens acima de Derna colapsarem, e provocou a destruição de "bairros inteiros" e levou "os moradores para o mar".

Ainda de acordo com o porta-voz, a estimativa é de que o número de desaparecidos é entre cinco e seis mil pessoas.

A tempestade Daniel atingiu as regiões de Benghazi, Sousse, Al Bayda, Al-Marj e Derna, uma cidade no Mediterrâneo a cerca de 250 quilômetros a leste de Benghazi.

Quatro grandes portos petrolíferos da Líbia, Ras Lanuf, Zueitina, Brega e Es Sidra, foram fechados a partir da noite de sábado por três dias, disseram dois engenheiros de petróleo à Reuters.

As Nações Unidas na Líbia disseram que estavam acompanhando de perto a tempestade e que "fornecerão assistência urgente em apoio aos esforços de resposta em nível local e nacional".

A tempestade Daniel atingiu nos últimos dias a Grécia, Turquia e Bulgária, e provocou a morte de aproximadamente 27 pessoas.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: