Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Bilionário russo põe Chelsea à venda e promete doar lucro para vítimas da guerra

De acordo com a revista 'Forbes', o time deve 2 bilhões de dólares

Agência Folhapress | 02/03/2022 16:34 h

Roman Abramovich, bilionário russo proprietário do Chelsea confirmou que clube à venda
Roman Abramovich, bilionário russo proprietário do Chelsea confirmou que clube à venda |  Foto: Reprodução/Instagram
 

Roman Abramovich, bilionário russo proprietário do Chelsea, emitiu um comunicado oficial nas redes sociais da equipe confirmando que colocou o clube à venda.

Além disso, ele afirmou que que instruiu sua equipe para criar uma fundação de caridade onde todos os lucros líquidos da venda do Chelsea serão doados para as vítimas da guerra na Ucrânia.

O jornal inglês 'Daily Mail' publicou na manhã desta quarta-feira (2) que o russo estaria querendo acelerar o processo de venda por conta da repercussão dos ataques da Rússia aos ucranianos. No entanto, Roman desmentiu essa versão.

De acordo com a revista 'Forbes', o time deve 2 bilhões de dólares (cerca de R$ 10 bilhões na cotação atual) a Roman Abramovich. Na nota, ele diz que não irá cobrar esse valor do clube.

Na semana passada, Abramovich anunciou que estava deixando o comando da administração do clube depois de quase 20 anos.

*

VEJA COMUNICADO COMPLETO

Gostaria de abordar a especulação na mídia nos últimos dias em relação à minha propriedade do Chelsea FC. Como já disse antes, sempre tomei decisões tendo em mente o melhor interesse do Clube. Na situação atual, tomei, portanto, a decisão de vender o Clube, pois acredito que seja do interesse do Clube, dos adeptos, dos colaboradores, bem como dos patrocinadores e parceiros do Clube.

A venda do Clube não será acelerada, mas seguirá o devido processo. Eu não vou pedir nenhum empréstimo para ser reembolsado. Isso nunca foi sobre negócios ou dinheiro para mim, mas sobre pura paixão pelo jogo e pelo clube. Além disso, instruí minha equipe a criar uma fundação de caridade onde todos os lucros líquidos da venda serão doados. A fundação será para o benefício de todas as vítimas da guerra na Ucrânia. Isso inclui fornecer fundos essenciais para as necessidades urgentes e imediatas das vítimas, bem como apoiar o trabalho de recuperação de longo prazo.

Por favor, saibam que esta foi uma decisão incrivelmente difícil de tomar, e me dói me separar do Clube dessa maneira. No entanto, acredito que isso seja do melhor interesse do clube.

Espero poder visitar Stamford Bridge uma última vez para me despedir de todos vocês pessoalmente. Foi um privilégio de uma vida fazer parte do Chelsea FC e estou orgulhoso de todas as nossas conquistas conjuntas. O Chelsea Football Club e seus torcedores estarão sempre em meu coração.

Obrigado,

Roman

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS