X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Ao menos 46 pessoas são encontradas mortas em caminhão abandonado nos EUA

A cidade em que o veículo foi encontrado registrou forte calor, com temperatura máxima de 39,4ºC

Agência Folhapress | 28/06/2022 06:48 h | Atualizado em 28/06/2022, 08:23

Ambulâncias e viaturas da polícia em volta do caminhão
Ambulâncias e viaturas da polícia em volta do caminhão |  Foto: Reprodução/Twitter
 

Ao menos 46 pessoas foram encontradas mortas nesta segunda-feira (27) dentro e ao redor de um caminhão abandonado na cidade de San Antonio, no estado do Texas, nos EUA. Há suspeita de que as vítimas sejam imigrantes que entraram no país de maneira irregular.

Outras 16 pessoas, incluindo quatro menores de idade, foram encontradas vivas e levadas a hospitais locais. Alguns dos sobreviventes tiveram insolação, segundo o Corpo de Bombeiros. O Departamento de Segurança Interna dos EUA investiga o caso, e policiais fazem buscas pelo motorista do veículo.

A causa das mortes e as nacionalidades das vítimas ainda são desconhecidas. O chanceler do México, Marcelo Ebrard, chamou o caso de "tragédia" e afirmou que o cônsul mexicano está indo para o local.

"A situação dos imigrantes em busca de refúgio é sempre uma crise humanitária", disse o prefeito de San Antonio, Ron Nirenberg. "Mas, nesta noite, estamos lidando com uma terrível tragédia humana."

San Antonio fica a cerca de 250 km da fronteira com o México e é um importante ponto de trânsito para imigrantes que vão do Texas para outros estados dos EUA. Há uma onda de calor na região, o que deixa os imigrantes mais vulneráveis -nesta segunda, a temperatura máxima registrada foi de 39,4º C.

O caminhão foi deixado perto de uma linha de trem e de um terreno com carros abandonados em uma área remota na zona sul da cidade. Imagens em redes sociais mostram viaturas e ambulâncias ao redor do veículo.

A área é conhecida pelos moradores da região como ponto de desembarque para imigrantes, disse ao New York Times a dona de casa Ruby Chavez, 53, que mora perto do local.

O veículo foi descoberto por um funcionário de uma empresa próxima que teria ouvido gritos de socorro, disse o chefe do departamento de polícia de San Antonio, William McManus. Três pessoas foram detidas. O governador do Texas, Greg Abbott, usou o caso para criticar o presidente dos EUA. "Essas mortes estão na conta de [Joe] Biden. São o resultado de suas políticas mortais de fronteira aberta."

Em julho de 2017, dez pessoas morreram dentro de um veículo que foi encontrado pela polícia de San Antonio em um estacionamento de uma rede de supermercados. O motorista, James Matthew Bradley Jr., foi acusado de contrabando de migrantes e condenado a prisão perpétua no ano seguinte.

A imigração irregular foi um dos assuntos discutidos por Biden na Cúpula das Américas, reunião de líderes do continente que aconteceu no começo do mês. No último dia do encontro, os EUA divulgaram uma declaração com outras 19 nações sobre trabalhar por um outro modelo de migração na região.

Em linhas gerais, o texto propôs ações na busca por financiamento de bancos internacionais para as questões migratórias, o reforço de modelos de migração temporária para trabalho e a retomada de programas de reagrupamento familiar de migrantes.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS