X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Internacional

Airbus anuncia projeto de avião com teto transparente

Além da estética, nova cabine poderá reduzir impactos ambientais e o peso das aeronaves


Imagem ilustrativa da imagem Airbus anuncia projeto de avião com teto transparente
|  Foto: Canva

A Airbus anunciou seu novo projeto de aviões com teto transparente durante a Aircraft Interiors Expo (AIX), considerada a maior feira de assentos e interiores de aviões do mundo. O evento foi realizado entre 6 e 8 de junho, em Hamburgo, na Alemanha.

O projeto dá o nome de "Airspace" às novas cabines, que serão integradas à família de aviões A220 da empresa. Ao todo, dez companhias aéreas e oito empresas de tecnologia contribuíram para o projeto.

Leia outras notícias internacionais aqui

Chamado "Airspace Cabin Vision 2035+", o planejamento da companhia visa, além da estética, questões ambientais. Segundo a Airbus, a nova cabine poderá reduzir entre 10% e 20% o impacto ambiental geral da aeronave durante seu ciclo de vida.

Outro fator a ser impactado é o peso das cabines, que deve diminuir em até 40%. A empresa pretende investir em tecnologias que vão da impressão 3D ao uso de materiais de base biológica e polímeros reciclados. Os materiais a serem usados serão mais fáceis para ser reciclados e reutilizados, de acordo com a companhia.

Até 2025, a Airbus pretende dar mais transparência sobre o real impacto de peças e operações e oferecer opções com emissão de carbono reduzida. Até 2030, a meta será introduzir designs novos e mais sustentáveis.

Por fim, em 2035, a empresa almeja finalizar os projetos para que os materiais das cabines sejam baseados em uma economia circular. Há planos de integração das cabines nas aeronaves movidas a hidrogênio que já estão em desenvolvimento.

Os aviões A220 ainda receberão outras melhorias. Serão implementados uma unidade de atendimento ao passageiro redesenhada e aprimorada, além de maior capacidade de armazenamento. Será possível levar cerca de 19 malas a mais no A220-330.

LEIA TAMBÉM:

Saiba quais são nomes de bebês mais bonitos do mundo segundo a ciência

Cadela bate recorde de maior língua do mundo e entra para o Guinness

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: