search
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.


Assine agora e tenha acesso ao conteúdo exclusivo do Tribuna Online!

esqueceu a senha? Assinar agora
Cookies não suportados!

Você está utilizando um navegador muito antigo ou suas configurações não permitem cookies de terceiros.

Inter x Fla, melhor jogo do ano? Veja os lances

Esportes

Publicidade | Anuncie

Esportes

Inter x Fla, melhor jogo do ano? Veja os lances


Internacional e Flamengo protagonizaram uma bela disputa pela liderança do Brasileirão em Porto Alegre. Em jogo aberto do início ao fim, repleto de chances de gols e grandes lances, os cariocas buscaram o empate aos 50 minutos do segundo tempo, com Éverton Ribeiro. Com o 2 a 2, os gaúchos seguem na primeira colocação pelo saldo de gols (15 a 11).

Ambos somam 35 pontos na classificação e o resultado deixa o Atlético-MG também vivo na luta pelo simbólico título do primeiro turno. Os três podem fechá-lo com 38 pontos, já que os mineiros somam um jogo a menos. E São Paulo pode ultrapassar todos, pois chegaria aos 39 caso vença suas quatro partidas.

Foi um empate com gosto de vitória aos cariocas, por ter saído apenas nos acréscimos. E frustrante para os gaúchos. O Inter segurava a vantagem de 2 a 1 e marcava bem. Mas em um cruzamento de Gerson, o baixinho Éverton Ribeiro fez seu segundo gol de cabeça seguido no Brasileirão. Já havia anotado contra o Corinthians.

O Inter ficou duas vezes na frente do placar, primeiro com Abel Hernandez, depois com o goleador Thiago Galhardo. Pedro e Éverton Ribeiro ajudaram na reação flamenguista. E, uma partida na qual os dois times podiam ter saído com a vitória, o empate acabou sendo o resultado justo.

Em casa, o Inter iniciou a partida em alta velocidade. Com dois minutos, já havia perdido chances claras. Abel Hernandez mandou para fora, na pequena área, e Heitor parou em Hugo Souza.

A pressão dos donos da casa surtiu efeito aos seis. Patrick roubou a bola de Isla dentro da área e rolou para Hernandez. Com o gol vazio, desta vez o uruguaio não decepcionou.

A festa durou pouco em jogo digno dos melhores times da competição. O Flamengo empatou aos 10 com o artilheiro Pedro. Ele girou em cima de Zé Gabriel e bateu com categoria, de fora da área, no canto de Marcelo Lomba. Era ataque de um lado e resposta do outro.

Num jogo com muitos jogadores decisivos em campo, falhar na frente de Thiago Galhardo é imperdoável. Marcação sob pressão e o zagueiro Gustavo Henrique manda para trás, na direção do artilheiro. Ele domina com classe e tira de Hugo Souza para recolocar o Inter na frente.

Na comemoração do 14° gol na competição, pedido de calma aos colorados e recado às inspirações. "Mamãe, vovó, eu amo vocês", disse Galhardo, com direito a coraçãozinho. O artilheiro ainda fez um golaço de cavadinha, mas está impedido.

Num primeiro tempo de encher os olhos, os gaúchos levaram a melhor por causa da marcação forte e das falhas dos cariocas. O Flamengo sofreu muito com o "abafa" dos donos da casa.

Sem outra opção, senão atacar, o Flamengo se lançou com tudo à frente no segundo tempo. Se expôs na busca pelo empate e deixou o contragolpe todo aos gaúchos. Marcus Guilherme acertou a trave

A etapa, contudo, era dos cariocas. Pedro teve duas chances de empate antes dos 15 minutos. E Filipe Luís carimbou o travessão. O Inter adotava uma postura defensiva perigosa. Mesmo assim, teve duas boas arrancadas não concluídas com precisão.

Num dos tantos ataques do Flamengo na etapa final, Heitor salvou o gol de Pedro em cima da linha. O lance fez Eduardo Coudet se precaver ainda mais. Faltando 20 minutos, ele resolveu reforçar a marcação com Rodrigo Dourado.

O jogo esquentou em campo com discussões e entradas duras. Thiago Galhardo e Natan, depois Gerson e Rodrigo Dourado bateram boca. O clima quente foi parar nos bancos, com Domenèc e Coudet também se desentendendo. Mas rapidamente se cumprimentaram e selaram a paz.

Restando 10 minutos, o Inter já não conseguia mais passar do meio. O Flamengo dominava. E fazia por merecer um resultado melhor. De tanto lutar, conseguiu buscar o 2 a 2 com Everton Ribeiro, de cabeça, aos 50 do segundo tempo. Um jogaço!


Olá, !

Esse é o seu primeiro acesso por aqui, então recomendamos que você altere o seu nome de usuário e senha, para sua maior segurança.



Manter dados